Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Granjeiros

Custos de produção de suínos e de frangos de corte caem pela primeira vez no ano

Imagem
Os custos mensais de produção de suínos e de frangos de corte calculados pela CIAS, a Central de Inteligência de Aves e Suínos da Embrapa , caíram pela primeira vez em 2020. Em junho, o ICPSuíno foi de 264,50 pontos, -0,46% em relação ao mês anterior, quando foi registrado o recorde de 265,73 pontos. Já o ICPFrango fechou em 262,06 pontos, -0,65% em comparação a maio, quando chegou a 263,77 pontos, também recorde do índice. Com isso, o ICPSuíno interrompe a sequência de altas mensais registradas desde outubro de 2019. Assim mesmo, em 2020, o índice acumula alta de 10,38% (e de 17,90% nos últimos 12 meses). O custo por quilo vivo de suíno produzido em sistema de ciclo completo em Santa Catarina recuou dos R$ 4,64 em maio para R$ 4,62 em junho. Já o ICPFrango acumula agora 12,86% de alta em 2020 (e 18,34% nos últimos 12 meses). O custo de produção do quilo do frango de corte vivo no Paraná passou dos R$ 3,41 em maio para R$ 3,39 em junho. Os índices de custos de produção

Custos de produção de suínos e de frangos de corte sobem em maio

Imagem
Fonte: Embrapa Os custos de produção de suínos e de frangos de corte calculados pela CIAS, a Central de Inteligência de Aves e Suínos da Embrapa, voltaram a ter mais um mês de alta em maio, subindo 1% e 0,28%, respectivamente, na comparação com abril. Os dois índices têm acumulado altas em todos os meses de 2020. O ICPSuíno foi aos 265,73 pontos em maio, continuando a alta registrada mensalmente desde outubro de 2019. Este é o maior valor nominal do ICPSuíno desde a sua criação. Em 2020, o índice acumula alta de 10,85%. O custo por quilo vivo de suíno produzido em sistema de ciclo completo em Santa Catarina passou dos R$ 4,60 em abril para R$ 4,64 em maio. Já o ICPFrango de abril chegou aos 263,77 pontos, também o maior valor nominal desde que o índice foi criado. De janeiro a maio deste ano, o acumulado já chega a 13,51%. Apenas os gastos com a nutrição dos animais subiram 12,11% em 2020. Com isso, o custo de produção do quilo do frango de corte vivo no Paraná passou
E aí, gostou da matéria? A Agroales News tem em sua missão trazer boas informações aos seus leitores. Sinta-se livre para curtir, comentar e compartilhar nas redes sociais! Contribua com PIX! Chave PIX AGROALES: 999e11f7-141b-460e-a5fe-27a2673c20b3