Postagens

Mostrando postagens com o rótulo apicultura

Como as abelhas escolhem quem será a próxima rainha?

Imagem
  Essa foi a pergunta que Cristiano Menezes, pesquisador da Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna, SP) respondeu para a Seção Oráculo, da Revista Superinteressante, edição  de  10 agosto, a pedido do jornalista Daniel Batista. A rainha morreu. Não há tempo a perder. As operárias têm apenas três dias para tomar as providências ou o fim da colônia será uma questão de tempo.  A primeira decisão importante é tomada pelas próprias operárias, filhas da falecida. Elas irão escolher algumas larvas recém nascidas para transformá-las em rainhas. O critério mais relevante para escolha é idade das larvas. Elas precisam ter menos de três dias de vida. A explicação é simples, diz o pesquisador. Até o terceiro dia de vida, todas as larvas são alimentadas com geleia real, uma substância super nutritiva produzida pelas glândulas das operárias. A partir do quarto dia, as larvas que darão origem a operárias passam a receber uma dieta diferente, rica em pólen.  A partir daí, seu destino não

Famílias descobrem aptidão para apicultura no Semiárido

Imagem
  A atividade de apicultura ainda é pouco explorada pela agricultura familiar no Semiárido, principalmente pela falta de conhecimento do importante papel das abelhas no ambiente e na geração de renda. O Projeto ‘Eólicas de Casa Nova’, iniciativa da Embrapa Semiárido e Chesf, com o apoio da prefeitura de Casa Nova (BA) e da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), vem conseguindo mudar a ideia dos produtores situados no entorno do Parque Eólico Casa Nova quanto à criação racional de abelhas da espécie Apis mellifera.   Antes do projeto, era comum aos moradores da região destruir os ninhos de abelhas devido ao desconhecimento das técnicas de captura e criação. Para transformar essa realidade, foi realizado um trabalho de sensibilização, destacando o potencial da área (abundante em água e flora) para a produção de mel. A ação rendeu bons frutos. Foi expressiva a mudança dos participantes, que passaram a enxergar a apicultura como uma oportunidade de negóci

Polinização pode aumentar a produtividade de culturas de grande importância agrícola no Brasil

Imagem
A flor de um cafeeiro sendo polinizada por uma abelha - Foto: iStock   Tema foi debatido em live com a participação da ministra Tereza Cristina A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) participou nesta quinta-feira (6) da live  Mulheres no Agronegócio Sustentável através do Processo de Polinização com Abelhas,  promovido pela Associação Brasileira de Exportadores de Mel (Abemel). No encontro, foi debatida a importância da polinização para aumentar a produção em culturas de grande relevância agrícola no Brasil, como soja e café.  A ministra destacou que o Brasil pode trabalhar para aumentar sua atuação nesse setor. “Pela nossa dimensão, diversidade das culturas e pelo nosso clima, poderíamos ter uma atuação muito mais efetiva nesse setor. A polinização ser usada como bioinsumo é uma coisa nova temos um espaço enorme para trabalhar mais esse assunto”, disse. Para a presidente da Abemel, Andressa Berretta, as abelhas podem ser um importante b

Revisão periódica no apiário é fundamental para a saúde do apicultor e das colônias de abelhas africanizadas

Imagem
Você sabia que o apiário requer revisão constante para ser produtivo e saudável? O pesquisador da Embrapa Pantanal, Vanderlei Doniseti Acassio dos Reis, explica que muitas pessoas têm a ideia de que o trabalho na apicultura é tão somente colocar as abelhas nas colmeias (estruturas mais comumente confeccionadas em madeira) e aguardar que elas produzam o mel e demais produtos apícolas, o que não é verdade. “O ideal é que as manutenções e revisões do apiário sejam realizadas quinzenalmente, variando de acordo com as necessidades das diferentes épocas do ano e o objetivo do desenvolvimento da atividade (mel, pólen, própolis, cera, etc.) pelo apicultor: e a quantidade de apiários/colmeias povoadas com abelhas africanizadas é que determina a frequência das revisões”, relata o pesquisador. “Em uma quinzena pode se fazer uma revisão mais rápida – onde será apenas verificado se está tudo em ordem com as colônias, a questão de oferta de alimentos e água, e uma segunda mais detalhada - quando

Boas práticas na hora da coleta do mel

Imagem
A coleta do mel é uma das etapas mais importantes da Apicultura. É o momento final da produção. Ela ocorre neste período do outono e depois na floração da primavera. Uma das dificuldades do apicultor é obter o melhor aproveitamento da produção e a pesquisa agropecuária dá dicas para serem adotadas como a boa higiene dos materiais utilizados, manejo das melgueiras e o uso adequado da fumaça. Nas boas práticas para a produção de mel, os cuidados com higiene têm como objetivo garantir a segurança e qualidade do mel, por isso, deve ser adotado o máximo de limpeza tanto na coleta do favo quanto na casa do mel até à colocação para venda. Durante a coleta do produto, os apicultores e apicultoras devem estar usando vestimentas próprias para a prática apícola e o uso de equipamento de proteção individual deve estar completo, limpo e higienizado. Todo o processo de coleta deve evitar que o mel apanhe impurezas do ambiente, por isso, ela deve ser feita em um dia seco, com baixa umidade relati

Curiosidades das abelhas melíferas

Imagem
As abelhas melíferas são responsáveis pela produção do mel, o mais antigo adoçante que se tem conhecimento. Pertencem à ordem Hymenoptera, mesmo grupo das formigas e das vespas. Uma colméia de melíferas pode ter em média 70 mil abelhas, que se dividem em três classes: as operárias, que providenciam a alimentação; a rainha que pões ovos; e o zangão, que acasala com a rainha. Uma colônia de tamanho médio compreende uma rainha, cerca de cem zangões e mais ou menos 75 mil operárias. É um dos insetos mais importantes para o homem, pois seus produtos são de grande utilidade como o mel, o própolis, a geléia real e a cera, além de promoverem o importante papel na reprodução das plantas, através da polinização. Muitas plantas não existiriam sem a presença das abelhas melíferas. Por serem insetos milenares e muito inteligentes, as abelhas melíferas despertam algumas curiosidades, que são explicadas pelo pesquisador em abelhas e polinização, Luis Fernando Wolff, o qual vem se dedicando há an

Apicultura atinge profissionalização em Mato Grosso do Sul

Imagem
"Temos uma atividade que, de fato, traz retorno para o apicultor”. A fala é de Gustavo Bijos, presidente da Federação de Apicultura e Meliponicultura de MS (FEAMS) sobre a apicultura em Mato Grosso do Sul – tema de sua palestra no II Seminário de Apicultura do Cerrado , realizado de 30 a 31 de março em Bonito (MS). Apoiada pelo trabalho de instituições como a Federação, a Embrapa Pantanal e a Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro), a atividade ganha espaço no estado que registra a maior produção de mel por colmeia/ano do País: 34 kg a mais que a média nacional de 18 kg, segundo Bijos. “A apicultura era tida como terceira ou quarta atividade nas propriedades rurais, trabalhada apenas nos finais de semana. Hoje, a nossa tendência é ampliar a produção. Conheço apicultores que passaram de 30 para 300 colmeias”, afirma. Para o presidente, os maiores gastos de quem pretende trabalhar na área acontecem no início (com a compra de máquinas e equipamentos) e durant

Sauditas abrem mercado de mel e mantém importações de aves e de bovinos

Imagem
É o saldo de viagem realizada ao país. Técnicos virão inspecionar estabelecimentos que fazem o abate religioso no Brasil Missão técnica do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que se realiza na Ásia, possibilitou a abertura do mercado de mel produzido no Brasil na Arábia Saudita. Em reunião no Ministério da Agricultura do país foram fechados os últimos detalhes dos certificados zoosanitários internacionais relativos à exportação de gado vivo, de acordo com o secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, Luis Rangel, que lidera a missão. “É um mercado interessante, que importa de diversas origens cerca de 7 milhões de animais por ano”, disse o secretário. Rangel lembrou que está tendo início uma missão de um mês da Arábia Saudita no Brasil para verificar, não só garantias sanitárias às exportações, mas também as características do abate halal, abate religioso que tem uma exigência complementar sanitária”. O Brasil é um tradicional exportador, cumpre com as r

Dicas para substituir a abelha rainha da colmeia

Imagem
Para manter o apiário sempre com grande capacidade produtiva, deve-se controlar periodicamente a idade da rainha, ou seja, substituí-la em intervalos regulares Por Andréia Oliveira A reprodução de uma rainha oferece ao apicultor uma oportunidade singularmente favorável para influenciar o futuro comportamento e desempenho produtivo da colônia de abelhas. Dentre as principais funções da abelha rainha em uma colmeia, temos: postura para perpetuar a espécie, aumento da população de abelhas campeiras e liberação do feromônio de união – para que todas as abelhas saibam o que fazer dentro da colmeia. Segundo Etelvina Conceição Almeida da Silva e Paulo Sérgio Cavalcanti Costa, professores do Curso a Distância CPT Produção de Rainhas e Multiplicação de Enxames, disponível nos formatos em Livro+DVD , para manter o apiário sempre com grande capacidade produtiva, deve-se controlar periodicamente a idade da rainha, ou seja, substituí-la em intervalos regulares. Para procurar a abelha rainha, pri
E aí, gostou da matéria? A Agroales News tem em sua missão trazer boas informações aos seus leitores. Sinta-se livre para curtir, comentar e compartilhar nas redes sociais! Contribua com PIX! Chave PIX AGROALES: 999e11f7-141b-460e-a5fe-27a2673c20b3