Postagens

Mostrando postagens com o rótulo manga

Embrapa desenvolve sistema orgânico de produção de manga

Imagem
A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) anunciou o desenvolvimento do primeiro sistema de produção orgânica de manga. A técnica fica disponível para ser utilizada por agricultores interessados em empregar o método em suas propriedades. O sistema se diferencia pela abstenção do uso de agrotóxicos e de fertilizantes químicos. Em vez desses insumos, são empregadas outras técnicas. A adubação é feita com base em compostos orgânicos. Há também formas específicas de realização do controle de pragas, como monitoramento preventivo. A pesquisa foi realizada na cidade baiana de Lençóis, na Chapada Diamantina. Ela foi uma parceria com uma empresa, chamada Bioenergia Orgânicos. O projeto conjunto teve início em 2011, já tendo lançado sistemas orgânicos para abacaxi e maracujá. A iniciativa trouxe uma produtividade maior do que os métodos convencionais. Foram obtidas 20 toneladas por hectare, com perspectiva de alcançar 25 toneladas por hectare em ciclos posteriore

Manga e Japonvar encerram capacitações do Projeto ABC Cerrado

Imagem
Em Manga, 50 produtores participaram da capacitação divididos em duas turmas, sob a coordenação do instrutor Eugênio José da Silveira na Fazenda Vista Alegre. Em Japonvar, a capacitação foi realizada na Fazenda Santa Rosa para 20 produtores e teve a organização do instrutor João Renato Lopes. O Projeto ABC Cerrado iniciou as atividades no Norte de Minas em 2016, com foco nas tecnologias de Recuperação de Pastagens Degradadas. Os municípios de Montes Claros e Icaraí de Minas foram os pioneiros. Em dois anos e meio de atuação, cerca de 1.100 produtores foram capacitados em 60 municípios do estado. 290 propriedades foram assistidas gratuitamente pelos técnicos de campo, e foram recuperados aproximadamente 14 mil hectares de pastagens. Segundo o instrutor Eugênio Silveira, o Projeto ABC Cerrado teve os objetivos cumpridos em todas as suas tecnologias. “Os produtores entenderam que usar tecnologia não é ter equipamentos caros. E, sim, ter conhecimentos técnicos para desenvolver o traba

Planilha eletrônica determina equilíbrio nutricional em mangueiras ‘Tommy Atkins’

Imagem
Resultado de extenso trabalho colaborativo entre pesquisadores, produtores, técnicos, agrônomos e profissionais que atuam na assistência técnica, a Embrapa Semiárido disponibiliza uma planilha eletrônica para a determinação do equilíbrio nutricional dos pomares de mangueira cultivados com a variedade Tommy Atkins no Submédio do Vale do rio São Francisco. Esta planilha tem a função de auxiliar o usuário a planejar e monitorar as adubações das plantas. O acesso à ferramenta é gratuito e o usuário pode rapidamente obter um diagnóstico nutricional bastando, para isso, dispor dos resultados da análise foliar do pomar. "Espera-se que essa planilha possa contribuir para a obtenção de produções elevadas e frutos com alta qualidade, adequadas às exigências dos diferentes mercados da manga, com uma nutrição mineral equilibrada, que racionalize o uso de fertilizantes e evite a contaminação do ambiente", afirma o pesquisador Davi José Silva. O manejo da nutrição mineral é fator rel

MANGA: Preço da tommy sobe 54% em Livramento de Nossa Senhora

Imagem
Após quase dois meses de quedas consecutivas, os preços da manga tommy subiram com força no Vale do São Francisco (PE/BA) e em Livramento de Nossa Senhora (BA). Segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, as altas estão atreladas à expressiva redução da oferta da variedade em Livramento e ao volume controlado no Vale. Além disso, produtores comentam que a demanda pela tommy segue firme, contribuindo para as valorizações. Assim, entre 8 e 11 de outubro, o preço da variedade no Vale do São Francisco registrou alta de 40% frente à média da semana anterior, para R$ 0,85/kg. Em Livramento, a valorização foi ainda mais expressiva: de 54%, a R$ 0,86/kg.  Fonte: Cepea/Hortifruti

MANGA/CEPEA: Apesar de oscilações, valores da palmer têm forte elevação

Imagem
  Os preços da palmer da região de Valparaíso/Mirandópolis (SP) aumentaram com força na semana passada (de 15 a 19 de janeiro), apesar de apresentarem grande variação no período, conforme dados do Hortifruti/Cepea. Contudo, a ampla oscilação não é surpresa para produtores da região, devido aos diferentes padrões de qualidade – resultado da intensa incidência de casos de bacteriose nos pomares. Os preços da variedade variaram de R$ 0,60/kg até R$ 1,50/kg, com média de R$ 1,18/kg, 53% acima do registrado na semana anterior. Ainda assim, as cotações da região seguem abaixo da média de comercialização da palmer no Vale do São Francisco (PE/BA), de R$ 1,30/kg Fonte: Cepea
E aí, gostou da matéria? A Agroales News tem em sua missão trazer boas informações aos seus leitores. Sinta-se livre para curtir, comentar e compartilhar nas redes sociais! Contribua com PIX! Chave PIX AGROALES: 999e11f7-141b-460e-a5fe-27a2673c20b3