Postagens

Mostrando postagens com o rótulo frete

Novo leilão contrata serviço para remover 18,3 mil t de milho na próxima segunda (17)

Imagem
  Em continuidade ao atendimento dos participantes do Programa de Vendas em Balcão (ProVB), a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) realiza, nesta segunda-feira (17), um leilão para contratar serviço de transporte para remoção de 18,3 mil toneladas de milho em grãos. A ação deve manter o abastecimento do produto junto aos pequenos criadores de animais atendidos pelo programa. O milho tem como destino os seguintes estados: Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Sergipe, além do Distrito Federal. O produto partirá dos estoques públicos localizados em armazéns no município de Sorriso, Mato Grosso. Para participar do pregão as empresas devem comprovar que sua atividade econômica principal é compatível com o serviço a ser realizado. Também é necessário estarem incluídas no Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores (Sicaf), no Sistema de Cadastro Nacional de Produtores Rurais da Conab (S

Autônomos podem concorrer por serviço de frete de 6,2 mil t de milho

Imagem
Com objetivo de atender criadores de animais de pequeno porte por meio do Programa de Vendas em Balcão (ProVB), a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) realizará no dia 28 deste mês uma nova operação para contratação de remoção de 6,2 mil toneladas de milho em grãos. Podem concorrer à prestação do serviço de transporte do produto caminhoneiros autônomos por meio de suas Associações e Cooperativas. Esta operação ocorre por meio de uma dispensa de licitação instituída pela Lei 13.713/2018, que permite a contratação direta de cooperativas e associações de transportadores autônomos de carga. Os interessados em participar terão até o dia 27 deste mês para entregarem os documentos solicitados pela Companhia. No dia seguinte ocorrerá a abertura dos envelopes. O resultado final será divulgado até o dia 3 de agosto. O milho está armazenado nos municípios de Sorriso, em Mato Grosso, e destina-se aos seguintes estados: Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Distrito Federal,

Após publicação da tabela do frete, vendas do milho recuam em MT

Imagem
Após a publicação da tabela do frete rodoviário pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), as ofertas nos preços do milho ficaram limitadas em Mato Grosso, segundo informações do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea). De acordo com o Imea, esse cenário prejudicou a comercialização do grão. No último mês, as vendas da safra 2017/18, que está em período de colheita, avançaram apenas 0,7 p.p., chegando a 68,1% da produção estimada. Em relação à safra futura, as negociações atingiram 13,7%, com avanço mensal de apenas 1,5 p.p. Ainda de acordo com o Imea, outro fator que impactou nas vendas foi o forte recuo nas cotações do grão na bolsa de Chicago, no entanto, os bons preços ofertados nos meses anteriores permitiram que ambas as safras continuem com as vendas adiantadas. "Para o próximo mês o cenário segue nebuloso, visto que até o momento a tabela do frete rodoviário continua trazendo indefinições ao mercado", destaca, em comunicado, o Imea.

Sojicultor mato-grossense termina o ano pagando até 37% a mais pelo frete

Imagem
O produtor mato-grossense encerrou o ano de 2017 pagando mais caro pelo transporte da soja. Só Notícias/Agronotícias apurou, com base em dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), que o preço para transportar uma tonelada de Sorriso a Rondonópolis aumentou 37%, saindo de R$ 80, em dezembro do ano passado, para R$ 110, este mês. Já o preço do frete para transportar uma tonelada da oleaginosa de Rondonópolis até o porto de Paranaguá (PR) subiu de R$ 135 para R$ 180, em um ano, resultando em reajuste de 33%. Para transportar a soja de Sorriso até o porto paranaense, por outro lado, o reajuste foi de 29%, saindo de R$ 170 para R$ 220, a tonelada. O transporte da soja de Canarana até o porto de Santos (SP) aumentou 15,9%. Em dezembro de 2016 custava R$ 190, por tonelada. Este mês, chegou a R$ 220. O menor reajuste entre as localidades pesquisadas pelo Imea foi verificado no preço do transporte da oleaginosa de Sapezal a Porto Velho (RO). Neste trajeto, o
E aí, gostou da matéria? A Agroales News tem em sua missão trazer boas informações aos seus leitores. Sinta-se livre para curtir, comentar e compartilhar nas redes sociais! Contribua com PIX! Chave PIX AGROALES: 999e11f7-141b-460e-a5fe-27a2673c20b3