Postagens

Mostrando postagens com o rótulo safra

Exportações de milho no primeiro semestre crescem 85,7% em relação ao mesmo período de 2021

Imagem
  Entre janeiro e julho de 2022, foi observado um crescimento de 85,7% no comparativo do volume acumulado das vendas externas de milho no mesmo período do ano anterior. A informação foi divulgada, nesta sexta-feira (19), na edição de agosto do Boletim Logístico da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) . O movimento está relacionado à dificuldade da China em internalizar as cerca de 10 milhões de toneladas do grão que normalmente eram trazidas da Ucrânia, além da incidência de pragas nas lavouras que o país asiático tem enfrentado. Além disso, em razão de intempéries climáticas, as estimativas de produção de milho na Europa foram reduzidas em quase cinco milhões de toneladas, indicando que a demanda pelo produto do Brasil deverá aumentar. Desta forma, estima-se que os preços do milho deverão subir tanto no mercado doméstico quanto no internacional. No caso da soja, as exportações brasileiras atingiram 60,54 milhões de toneladas, uma queda de 8,5% em comparação aos 6

Nova estimativa de cana-de açúcar traz produção de 572,9 milhões de toneladas

Imagem
  A produtividade da atual safra de cana-de-açúcar começa a mostrar recuperação, após dois ciclos de adversidades climáticas. O aumento de 1,6% na média nacional no rendimento das lavouras do país é um contraponto para a redução de 2,6% na área de cultivo. Com isso, a produção deve chegar a 572,9 milhões de toneladas de cana, uma ligeira queda de 1% se comparada com o ciclo anterior, como indica o segundo levantamento da safra 2022/23 divulgado nesta sexta-feira (19) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Se na temporada 2020/21 o desenvolvimento da cultura foi influenciado pela falta de chuvas e no ciclo 2021/22, além da estiagem, foram registradas fortes geadas em importantes regiões produtoras, na safra 2022/23 as condições climáticas foram mais favoráveis. De acordo com o documento, os agricultores deverão colher nesta safra 70.484 quilos por hectares colhidos. No ciclo de 2021/22, a produtividade esteve estimada em 69.355 quilos por hectare. Já em 2020/21

Estimativa da Conab aponta recorde para milho 2ª safra com produção superior a 87 milhões de toneladas

Imagem
  Os produtores de milho deverão colher na segunda safra do cereal 87,4 milhões de toneladas na temporada 2021/22, como aponta o 11º Levantamento da Safra de Grãos divulgado nesta quinta-feira (11) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Com o bom desempenho das lavouras, a estimativa da Companhia para a produção total de grãos para esta temporada está em 271,4 milhões de toneladas, acréscimo de 6,2% ao colhido em 2020/21, ou seja, 15,9 milhões de toneladas. A colheita do milho segunda safra segue avançando e ultrapassa 79% da área plantada, como indica o Progresso de Safra publicado pela estatal nesta semana. Se confirmado, o volume estimado para a segunda safra de milho este valor representa a maior produção registrada na série histórica. O número já considera a redução de produtividade, quando comparado com o levantamento anterior, devido ao impacto da falta de chuva e ataques de pragas em importantes regiões produtoras, como o Paraná. Em relação ao ciclo ant

Soja brasileira da safra 2021/22 está 55% comercializada

Imagem
  Levantamento realizado pela consultoria Datagro mostra que a comercialização da safra 2021/22 da soja brasileira registrou um bom avanço em março, atingindo 55% da produção estimada até o dia 1º de abril. Mesmo assim, permaneceu abaixo dos 71,5% do recorde da safra 2019/20 e também da média de 58,60% dos últimos cinco anos. Os negócios andaram melhor do que em janeiro e fevereiro. Houve um aumento mensal de 9%, superior ao mês anterior, quando foi registrado um avanço de 6,90%, ficando também acima do padrão normal de evolução para o período, de 8,20%. “O movimento foi beneficiado pela nova alta generalizada dos preços em março”, indicou Flávio Roberto de França Junior, coordenador de Grãos da Datagro. Considerando a estimativa atual da safra 2021/22, revisada para 125.11 milhões de toneladas, os sojicultores brasileiros negociaram, até a data analisada, 68.81 milhões de toneladas. No mesmo período do ano passado, o volume negociado era muito maior em termos relativos

Estudo da Embrapa e da FAO mostra que safrinha cresceu 96% em dez anos

Imagem
  Uma publicação da Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna/SP) em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) detalha a atualização dos dados da área ocupada pela agropecuária no País. Os novos dados têm importantes repercussões para modelos de uso da terra e políticas públicas visando à promoção de uma agricultura e bioenergia sustentáveis. O trabalho apresenta os resultados de uma iniciativa inédita conjunta entre a Embrapa e a FAO para atualizar parâmetros essenciais a um grande número de modelos e uso da terra, como a área de uso agropecuário da terra, a frequência de cultivo agrícola e a área de cultivo na segunda safra, com base em estatísticas oficiais. O estudo é o primeiro a fornecer estimativas de área de segunda safra para toda a área agrícola do Brasil, bem como informações sobre as principais culturas que contribuem para ela, e podem ser utilizadas como base para estimativas das áreas de dupla safra. Inconsistências Os a

Produção nacional de grãos é estimada em 269,3 milhões de toneladas na safra 2021/22

Imagem
  A sétima estimativa da safra de grãos 2021/22, divulgada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), nesta quinta-feira (7), aponta que a produção de grãos no país poderá atingir um total de 269,3 milhões de toneladas, o que representa 5,4% ou 13,8 milhões de toneladas superior à obtida na safra 2020/21. No entanto, em comparação ao primeiro levantamento da Companhia para a atual safra, quando a previsão era de 288,6 milhões de toneladas,  o volume representa uma redução de 6,7% ou 19,3 milhões de toneladas, devido às condições climáticas adversas observadas nos estados da Região Sul e no centro-sul de Mato Grosso do Sul, com perdas maiores na soja e no milho. “O resultado até o final desta safra vai depender muito do comportamento climático, fator preponderante para o desenvolvimento das culturas”, afirma o presidente da Conab, Guilherme Ribeiro. “Entre os meses de março e abril, aproxima-se a conclusão da semeadura da segunda safra brasileira, na qual se destaca

IBGE prevê safra recorde de grãos em 2022

Imagem
  A primeira estimativa para a safra agrícola de 2022, divulgada hoje (11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), prevê a produção de 270,7 milhões de toneladas de grãos, cereais e leguminosas.  De acordo com o instituto, se os dados do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) forem confirmados, será um recorde da série histórica, iniciada em 1975, com um aumento de 7,8% em relação às estimativas deste ano, o que representa 19,5 milhões de toneladas a mais. A expectativa do IBGE é que a produção seja puxada pelo milho, após uma queda grande na safra do grão deste ano, por causa do atraso do plantio da segunda safra e da falta de chuvas nos principais estados produtores. Para 2022, a previsão é de alta de 11,1% para a primeira safra, com 2,8 milhões de toneladas, e de 26,8% para a segunda safra, com 16,2 milhões de toneladas. Segundo o gerente da pesquisa, Carlos Barradas, além da previsão de normalidade climática para o próximo ano,

Valor Bruto da Produção agropecuária mineira alcança o recorde de R$ 96,1 bilhões em 2020

Imagem
  Mais um número positivo para o agronegócio mineiro no balanço de 2020. O Valor Bruto da Produção (VBP) agropecuária do estado alcançou o recorde de R$ 96,1 bilhões, registrando crescimento de 27% em relação ao ano anterior. O indicador representa uma estimativa da geração de renda no meio rural e seu cálculo é feito pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), a partir de dados do IBGE, da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/USP). Na avaliação da assessora técnica da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) Creuma Viana, os resultados positivos do VBP em 2020 se devem ao aumento da produção e aos bons preços praticados no mercado. Minas Gerais encerrou o ano na quarta posição no ranking, respondendo por 11% do VBP nacional. Mais da metade do faturamento mineiro (63,6%) veio das lavouras. O segmento alcançou R$ 61,1 bilhões, com crescimento de 29,1% frente a 2019.

La Niña voltando! Quais as consequências para a safra de soja em Mato Grosso do Sul?

Imagem
  Após a divulgação de condições favoráveis a formação do fenômeno La Niña, os sojicultores de Mato Grosso do Sul estão preocupados com relação aos possíveis impactos A agência científica americana National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA), por meio do monitoramento da temperatura da superfície do mar (TSM) do oceano Pacífico Equatorial, na região chamada de Niño 3.4 (5ºN-5ºS, 120º-170ºW), evidenciou a tendência de formação do fenômeno La Niña (A menina, em espanhol). Este fenômeno nada mais é do que um resfriamento além do normal dessas águas, diferindo, portanto, do seu “irmãozinho”, El Niño (O menino, também em espanhol). Este, por sua vez, consiste no fenômeno oposto, o aquecimento das águas. A maior parte do planeta Terra é ocupada por oceanos e eles interagem significativamente com a atmosfera que circunda toda a superfície terrestre. Essa interação é bastante forte, complexa e difícil de ser explicada com precisão pelo homem, mesmo com todos os ava

Exportações do café solúvel brasileiro atingem volume equivalente a 2,94 milhões de sacas de 60kg em nove meses

Imagem
Também se destacam com exportação de café solúvel a Índia com 1,36 milhão de sacas, Indonésia - 1,23 milhão, Vietnã – 1,09 milhão, México – 670 mil sacas e Colômbia com 630 mil sacas no período de outubro de 2019 a junho de 2020 O Brasil, país que é tradicionalmente o maior produtor, exportador e segundo maior consumidor de café em nível mundial, também foi o maior exportador de café solúvel (industrializado) no período acumulado de outubro de 2019 a junho de 2020, com vendas ao exterior equivalentes a 2,94 milhões de sacas de 60kg. A despeito dessa performance exitosa, esse número foi um pouco menor que o apurado no mesmo período passado, por ter registrado uma ligeira queda de 1,8%. Neste contexto, se for estabelecido um ranking dos seis países produtores de café que mais exportaram café solúvel, no período ora em destaque, constata-se que a Índia, logo depois do Brasil, figura em segunda colocada por ter exportado 1,36 milhão de sacas de solúvel, a despeito de tal exportação ter sid

Conab promove atualização da metodologia para estimativa da safra de grãos

Imagem
  A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) incorporou novos métodos de levantamento de safra e de processamento dos dados com o objetivo de aprimorar os parâmetros que disponibiliza para todo o setor. O processo adiciona o “crop tour”, ou seja, viagens a campo feitas pela equipe Conab para coletar amostras objetivas de produtividade e processamentos estatísticos de consolidação das informações disponibilizadas. A soja é o primeiro produto submetido a esses ajustes de metodologia feitos pela Conab. Aplicados esses procedimentos à safra que se encerra, houve o ajuste de 120,9 milhões de toneladas para 124,5 milhões de toneladas. A diferença de 3,6 milhões de toneladas representa 3% da previsão divulgada anteriormente e ocorre devido à melhora na produtividade que passou de 3.272 kg/ha para 3.378 kg/ha. A oleaginosa foi escolhida devido ao desenvolvimento da cultura na atual safra já ter sido concluído, uma vez que este método utiliza dados de colheita finalizada. “Val

Conab aponta aumento de 8% da produção brasileira de grãos, chegando a 278 milhões de t

Imagem
  A boa rentabilidade do milho e da soja na safra que se encerra estimula os produtores brasileiros a aumentar a área dessas culturas no período de 2020/21. No agregado, o Brasil pode colher 278,7 milhões de toneladas de grãos, aumento de 8%, segundo cálculos estatísticos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) com base em inúmeros dados de campo, previsões climática e imagens de satélites. Esse volume representa a produção de 15 grãos, sendo que milho, soja, algodão, arroz e feijão participam com 95% do total. Esses dados fazem parte das Perspectivas para a Agropecuária Safra 2020/21 – Edição Grãos, divulgadas nesta terça-feira (25) pela Companhia. A safra de soja é prevista pela Conab em 133,5 milhões de toneladas e a de milho, em 112,9 milhões de toneladas no próximo ano. A projeção de aumento da colheita da soja decorre da expectativa de melhor produtividade, que pode chegar a 3.526 quilos por hectare, e também da ampliação na área, estimada em 3% - atingiria

Minas alcança safra recorde de grãos

Imagem
  A safra recorde de grãos para Minas Gerais foi confirmada com o 11º levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), para o período 2019/2020, numa série de 12. O volume colhido de 15,1 milhões de toneladas equivale a um aumento de 6,4% em relação à safra passada, incremento de 0,6% na área plantada e um ganho de 5,8% na produtividade. No estado, o destaque é para o milho e a soja que, juntos, representam 89% da produção mineira de grãos. Os maiores incrementos foram soja (+18,0%), amendoim (+16,7%), sorgo (7,4%) e feijão total (2,9%). No caso específico do amendoim, a produção de 4,9 mil toneladas representou um aumento de 16,7% em comparação à safra 2018/2019. O principal motivo foi a expectativa de bons preços no período do plantio que resultou na ampliação da área plantada em cerca de 30%. Para a safra de feijão total (1ª, 2ª e 3ª safras), o crescimento foi de 2,9%, alcançando 558,1 mil toneladas. O aumento ocorre mesmo diante de uma redução da área de

Retomado levantamento da safra do café para anúncio dos dados em setembro

Imagem
  Nesta semana, técnicos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) retomaram as pesquisas para obter informações sobre a safra de café nos nove principais estados produtores no país. Os dados do segundo levantamento da safra brasileira de café para o ano 2020/2021 serão apresentados pela Companhia no próximo dia 22 de setembro. A pesquisa começou a ser feita no último domingo (9) e segue até o próximo dia 28 de agosto, de forma presencial e remota, abrangendo 278 municípios. Estão sendo levantados dados das lavouras de café arábica e conilon, sobre a área em produção e em formação, a produtividade, o percentual de colheita e o parque cafeeiro, além de informações qualitativas das lavouras e do produto colhido e beneficiado, e ainda o impacto das condições climáticas na cultura. No primeiro levantamento da safra do café 2020/2021, divulgado no dia 16 de janeiro deste ano,  as perspectivas da produção eram positivas. A projeção foi de um aumento entre 15,9% e 25,8% n

Começa a colheita da canola no Rio Grande do Sul

Imagem
  A colheita da canola, já começou na região noroeste do Rio Grande do Sul, onde estão concentrados os cultivos no Brasil. A cotação dos grãos, equiparada ao preço da soja, traz boas expectativas aos produtores.  A área de canola cresceu 12% neste ano, com os cultivos concentrados no Rio Grande do Sul, principalmente na região do noroeste/missões, onde as lavouras estão mais próximas da indústria esmagadora que fomenta a produção. Segundo o levantamento da Associação Brasileira dos Produtores de Canola ( Abrascanola ) a área com canola no Brasil contabilizou 37 mil hectares nesta safra, com cultivos no RS, SC e PR. As primeiras colheitas atingiram cerca de 500 hectares na primeira semana de agosto, mas as operações deverão ser intensificadas na metade de setembro. De acordo com a Embrapa Trigo, a maioria das lavouras está na fase da floração, momento decisivo para a produtividade da canola: “Alguns híbridos de canola podem ficar até dois meses em floração. É neste momen
E aí, gostou da matéria? A Agroales News tem em sua missão trazer boas informações aos seus leitores. Sinta-se livre para curtir, comentar e compartilhar nas redes sociais! Contribua com PIX! Chave PIX AGROALES: 999e11f7-141b-460e-a5fe-27a2673c20b3