Postagens

Mostrando postagens com o rótulo café

Cafeicultores já podem acessar financiamentos do Funcafé

Imagem
Os cafeicultores já podem acessar as linhas de financiamentos do Funcafé (Fundo de Defesa da Economia Cafeeira) em 12 instituições financeiras. Os extratos das contratações estão publicados no Diário Oficial da União (DOU). São elas: Banco Ribeirão Preto, Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais-BDMG, Banco Inter, Bradesco, e as Cooperativas de Crédito: Central Cresol, Credinter, Agrocredi, Credicarpa, Credialp, Credicarmo, Credivar, e Central de Crédito do Espírito Santo Conforme o Departamento de Comercialização e Abastecimento do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, as assinaturas dos contratos com as demais instituições ocorrem de forma célere para disponibilizar com agilidade os recursos do Funcafé no mês de julho. As linhas de crédito disponíveis são destinadas para os financiamentos dos tratos culturais da lavoura, armazenagem, comercialização e aquisição do produto, capital de giro para indústrias e cooperativas de produção, e ainda para recuperação de cafezais

Aliança de mulheres do café completa 10 anos no Brasil

Imagem
  Há 10 anos, mulheres brasileiras que atuavam invisíveis no mercado do café se uniram para reivindicar protagonismo e reconhecimento por sua contribuição para o Brasil se tornar o maior produtor de café do mundo. Com foco inicial no campo, essas mulheres fundaram a Aliança Internacional das Mulheres do Café Brasil (IWCA Brasil), que completou 10 anos este ano e teve seu trabalho celebrado em um café da manhã hoje (12), último dia da Semana Internacional do Café (SIC), em Belo Horizonte. A presidente da IWCA, produtora de cafés especiais Miriam Monteiro de Aguiar, lembra que a história do café é marcada por processos de exclusão como a escravidão e o patriarcalismo, “mas as mulheres sempre foram parte importante de todos elos da cadeia cafeeira”. "A IWCA nasceu em um espaço que não existia nada. Era um deserto, e a gente semeava em um deserto. Era um ambiente de protagonismo masculino tradicionalmente, em que as mulheres invisíveis sustentavam negócios e participa

Minas segue como maior produtor de café no Brasil, responsável por 46% da safra 2021

Imagem
  O estado de Minas Gerais mantém o título de maior produtor nacional de café. De acordo com dados da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) , foram colhidas 21,45 milhões de sacas neste ano, o equivalente a 46% da safra em todo o país. Além dos números, este protagonismo ainda será representado como sede da Semana Internacional do Café, que volta ao Expominas, em Belo Horizonte, entre os dias 10 e 12/11, além de oferecer uma intensa programação on-line simultaneamente. O café é cultivado em 451 municípios de Minas em uma área de 1,3 milhão de hectares. De todo o montante produzido no estado, o do tipo arábica responde por aproximadamente 99%. Outro dado que impressiona é a quantidade de países na lista de exportação. São mais de 80, incluindo China, Estados Unidos, Alemanha, Itália e Japão entre os maiores compradores. Tamanho interesse pode ser justificado pela qualidade e diversidade do produto na região. “Os cafés de Minas Gerais se distinguem po

Produção mundial de café robusta deve atingir 77,1 milhões de sacas de 60kg na safra 2021-2022 e quebrar recorde histórico

Imagem
  Valor Bruto de Produção das lavouras brasileiras está estimado em R$ 746,8 bilhões para 2021, a cafeicultura ocupa a quarta posição entre as 17 lavouras estudadas A safra mundial de café robusta para o ano-cafeeiro 2021-2022 está prevista em 77,1 milhões de sacas de 60kg, volume 4,6% maior que 2020-2021. O Vietnã, maior produtor dessa espécie, deverá ser responsável por 29,7 milhões de sacas, volume que representa um aumento de 6% em relação à safra passada. Em relação ao café da espécie arábica a previsão mundial é que sejam produzidas 87,7 milhões de sacas no corrente ano-cafeeiro 2021-2022, safra que deverá apresentar uma redução de 14%, se comparada com a anterior.  O Brasil teve sua safra total, incluindo as espécies de arábica e robusta, estimada em 48,8 milhões de sacas de 60kg para a safra 2020-2021, número que representa aproximadamente 30% da produção mundial, estimada em 164,8 milhões de sacas. Tal produção brasileira contempla 33,3 milhões de sacas de c

Cafeicultura brasileira tem menor área em produção das últimas duas décadas

Imagem
Área em produção de café está estimada em 1,76 milhão de hectares neste ano de 2021 A primeira estimativa da safra dos Cafés do Brasil para o ano de 2021 estabeleceu que a produção total de café deverá se situar num intervalo de 43,8 milhões de sacas a 49,5 milhões de sacas de 60kg, o que indica uma redução de 21,4% a 30,5%, em comparação com o volume colhido em 2020. Neste ano, a safra de café será proveniente de uma área em produção de 1,76 milhão de hectares, que representa a menor área colhida de café dos últimos 20 anos. Em complemento, a área em formação é de 431,9 mil hectares, o que totaliza 2,19 milhões de hectares cultivados com café no Brasil. Em relação exclusivamente à safra do café da espécie arábica, a produção estimada para 2021 compreende o intervalo de 29,7 milhões a 32,9 milhões de sacas, o que indica uma redução de 32,4% a 39,1% em comparação com a safra de 2020. Quanto ao café da espécie conilon, a produção estimada ficou no intervalo de 14,1 milhões a 16,6 milhões

Agronegócio mineiro fecha 2020 com o maior volume exportado e a segunda maior receita da história

Imagem
  Foto: Fazenda Samambaia Em um ano marcado pela pandemia de Covid-19 e sua decorrente crise econômica, que afetou diversos setores, o agronegócio mostrou sua força e importância para Minas Gerais, registrando o maior volume exportado da história do estado e a segunda maior receita, com 12,7 milhões de toneladas e US$ 8,7 bilhões. A receita, que representou 33,2% de todas as vendas externas de Minas em 2020, só ficou atrás do resultado de 2011, quando o valor foi de US$ 9,71 bilhões.   Em comparação com o ano de 2019, quando o volume foi de 10,3 milhões de toneladas e a receita de US$ 7,84 bilhões, houve aumento de 23,2% e 10,4%, respectivamente. O estado exportou seus produtos para 172 países, sendo os principais compradores a China (US$ 2,27 bilhões); Estados Unidos (US$ 896 milhões); Alemanha (US$ 881 milhões); Itália (US$ 403 milhões); e Japão (US$ 3,8 milhões).   “A alta do dólar e a grande oferta em volume das commodities pelo estado influenciaram nessa boa performa

Safra de café robusta no mundo deve atingir 74,3 milhões de sacas de 60kg no ano-cafeeiro 2020-2021

Imagem
  Produção do Vietnã corresponde a 39,3% da safra mundial da espécie no período A safra de café robusta para o ano-cafeeiro 2020-2021 está prevista em 74,3 milhões de sacas, volume 1,6% maior do que em 2019-2020. O Vietnã, maior produtor da espécie deverá ser responsável por 29,2 milhões de sacas, uma redução de 3% em relação ao ano passado. Para o café arábica a previsão mundial é que sejam produzidas 101,8 milhões de sacas no corrente ano-cafeeiro, um aumento de 8,5%. A safra do Brasil, maior produtor de café arábica, tem a média prevista em 44,6 milhões de sacas, volume 30% maior do que a produção brasileira da espécie no ano passado. O Brasil teve sua safra total estimada em 61,62 milhões de sacas de 60kg, número que representa 35% da produção mundial, incluindo as espécies de arábica e robusta. Tal produção brasileira contempla 47,3 milhões de sacas de café arábica, que equivalem a 46,4% da produção mundial, e 14,2 milhões de sacas de café robusta, as quais corres

Exportações do agro mineiro crescem 9%

Imagem
Agronegócio representou 34% de todo o faturamento das vendas externas do estado Com crescimento de 9,2% na receita e 28,4% no volume, as exportações do agronegócio de Minas Gerais já atingem US$ 6,42 bilhões no acumulado entre janeiro e setembro deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado. Ao todo, foram embarcadas mais de 10 milhões de toneladas em produtos. O subsecretário de Política e Economia Agropecuária da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) , João Ricardo Albanez, destaca a importância do agro para a economia de Minas Gerais, uma vez que o setor representou 34,4% das exportações de todo o estado. “Isso é um resultado muito positivo para a economia de Minas. O estado teve um pequeno declínio no valor geral das exportações, mas, se não tivéssemos o agronegócio, teríamos uma queda ainda maior. No saldo da balança comercial o agro contribuiu com US$ 5,9 bilhões, valor que representa 46% do saldo comercial mineiro”, afirma A

Produção dos Cafés do Brasil atinge 61,62 milhões de sacas de 60kg em 2020, volume 25% maior que 2019

Imagem
  Receita bruta da lavoura cafeeira de Minas Gerais totaliza R$ 18,5 bilhões e equivale a 60% das lavouras dos Cafés do Brasil O volume de produção dos Cafés do Brasil para a safra de 2020, somadas as espécies arábica e conilon, está estimado em 61,62 milhões de sacas de 60kg, o que representa um aumento de 25% em relação à safra de 2019. A produtividade também apresentou uma evolução de 20,2% em 2020, alcançando 32,7 sacas/ha, contra 27,2 sacas/ha em 2019. Questões climáticas favoráveis, investimentos em tecnologias e a erradicação de áreas pouco produtivas são os principais fatores que justificam o aumento da produtividade brasileira de café. Ao estabelecermos um ranking em ordem decrescente dos seis principais estados produtores dos Cafés do Brasil em 2020, percebemos que Minas Gerais segue como o maior estado produtor brasileiro com produção estimada em 33,46 milhões de sacas de 60kg, o que representa um aumento de 36,3% em relação a 2019; em segundo lugar, o Espíri

Conab realiza pesquisa para os próximos levantamentos de grãos e café em Minas Gerais

Imagem
  Os dados de produção, produtividade, área plantada e principais condições das culturas de grãos e de café serão coletados, a partir da próxima semana, por técnicos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) no estado de Minas Gerais. Com a suspensão das viagens para pesquisa de campo, em função da pandemia de COVID-19, nesta etapa da pesquisa o levantamento de grãos será realizado de forma remota até sábado (29). O trabalho abrange as principais regiões produtoras do estado, agrupadas em sete roteiros: Sul, Sul/Central, Triângulo Mineiro e Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba, Noroeste, Norte/Noroeste, Centro-Oeste de Minas. Os municípios pesquisados são: Alfenas, Boa Esperança, Camanducaia, Campos Gerais, Carmo do Rio Claro, Machado, Muzambinho, Paraguaçu, Passos, São Sebastião do Paraíso, Baependi, Caldas, Cambuquira, Heliodora, Lagoa Dourada, Madre de Deus de Minas, Minduri, Pouso Alegre, São Gonçalo do Sapucaí, São João Del Rey e Três Corações. Café – Já no caso d

Cafés do Brasil obtêm Denominação de Origem para a Mantiqueira de Minas

Imagem
  Indicação Geográfica contribui para a sustentabilidade da cafeicultura brasileira A Denominação de Origem Mantiqueira de Minas teve seu registro reconhecido pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial – INPI para o café verde em grão e café industrializado torrado em grão ou moído, por meio de Certificado de Registro de Indicação Geográfica emitido em junho deste ano. O regulamento de uso dessa Denominação de Origem – DO estabelece normas e condições para a produção, processamento de pós-colheita, classificação, industrialização, embalagem e rastreabilidade desses cafés diferenciados, cujo valor agregado pode ser explorado comercialmente para atender consumidores que buscam seus atributos no Brasil e no exterior. Nesse sentido, a DO Mantiqueira de Minas identifica cafés da espécie Coffea arabica L. que, entre outros requisitos, foram produzidos em fazendas localizadas nos 25 municípios que compõem a área de abrangência da Mantiqueira – Face Minas Gerais. Essa á

Exportações do café solúvel brasileiro atingem volume equivalente a 2,94 milhões de sacas de 60kg em nove meses

Imagem
Também se destacam com exportação de café solúvel a Índia com 1,36 milhão de sacas, Indonésia - 1,23 milhão, Vietnã – 1,09 milhão, México – 670 mil sacas e Colômbia com 630 mil sacas no período de outubro de 2019 a junho de 2020 O Brasil, país que é tradicionalmente o maior produtor, exportador e segundo maior consumidor de café em nível mundial, também foi o maior exportador de café solúvel (industrializado) no período acumulado de outubro de 2019 a junho de 2020, com vendas ao exterior equivalentes a 2,94 milhões de sacas de 60kg. A despeito dessa performance exitosa, esse número foi um pouco menor que o apurado no mesmo período passado, por ter registrado uma ligeira queda de 1,8%. Neste contexto, se for estabelecido um ranking dos seis países produtores de café que mais exportaram café solúvel, no período ora em destaque, constata-se que a Índia, logo depois do Brasil, figura em segunda colocada por ter exportado 1,36 milhão de sacas de solúvel, a despeito de tal exportação ter sid

Cafés do Brasil atingem exportação de 22,9 milhões de sacas com receita cambial de US$ 3 bilhões em sete meses

Imagem
  Volume físico de café arábica correspondeu a 78,4%, conilon 11,2% e solúvel 10,3% do total das exportações Nos sete primeiros meses do ano em curso de 2020, as exportações dos Cafés do Brasil atingiram um volume físico total equivalente a 22,9 milhões de sacas de 60kg e receita cambial de US$ 3,0 bilhões, com preço médio da unidade correspondente a US$ 128,9. Nesse contexto, os cafés da espécie arábica vendidos ao exterior totalizaram 18 milhões de sacas, volume que representa 78,4% das exportações, enquanto os cafés da espécie de conilon (robusta), com 2,6 milhões de sacas, equivaleram a 11,2%. E, por fim, o café solúvel teve participação de 10,3%, com 2,4 milhões de sacas, e o café torrado e moído, com 13,8 mil sacas, que equivaleram apenas 0,1% das exportações.   Os dez principais países e blocos econômicos que importaram os Cafés do Brasil, no período ora em destaque, ou seja, de janeiro a julho de 2020, num ranking em ordem decrescente, foram, em primeiro, os Est

Receita Bruta da lavoura cafeeira de Minas Gerais deve atingir R$ 17,75 bi que equivalem a 60% das lavouras dos Cafés do Brasil

Imagem
  Percentual do faturamento da cafeicultura em relação ao total das lavouras é de 79,2% no Espírito Santo, 35,2% em Minas Gerais, 21% em Rondônia, 5% na Bahia, 5% em São Paulo e 0,87% no Paraná O valor bruto da produção das lavouras brasileiras foi estimado para 2020 em R$ 493,9 bilhões, tendo como base principal o volume da safra anual e os preços médios recebidos pelos produtores agrícolas de vinte e uma culturas que foram objeto desta pesquisa, no período de janeiro a julho deste ano.  Um ranking das seis principais culturas em termos de arrecadação indica que a soja se mantém em primeiro lugar e deverá faturar R$ 181,45 bilhões, o que representa um aumento de 22,4% se comparado com 2019, depois vem o milho, com R$ 78,77 bilhões – aumento de 15%, seguido da cana-de-açúcar, em terceiro, com R$ 63,74 bilhões, sem nenhuma variação expressiva em relação ao ano passado. Na sequência, em quarto lugar, destaca-se o algodão herbáceo com o faturamento estimado em R$ 44,07 b

Estação chuvosa promete ser mais seca este ano

Imagem
  Nessas condições o cafeicultor deve intensificar ações de manejo da lavoura (Viçosa, 17.8.2020) – A pouco mais de um mês para o termino do inverno, o prognóstico é de que a primavera, quando ocorre o início da estação chuvosa, seja mais seca este ano. No mês de setembro chuvas esparsas podem ocorrer em algumas áreas da região Sudeste, mas o tempo seco deve predominar na maior parte do tempo. As condições de neutralidade permanecem e continua a possibilidade do desenvolvimento de um fraco evento La Niña no próximo verão. Confira na análise dos pesquisadores Williams Ferreira 1 (Embrapa Café/EPAMIG) e Marcelo Ribeiro 2 (EPAMIG). Condições ENSO (El Niño-Southern Oscillation) As condições de resfriamento do Oceano Atlântico sugerem a baixa possibilidade do desenvolvimento de fenômeno La Niña entre o final da primavera e o início do verão. Caso isso venha a ocorrer o fenômeno deverá ser de fraca intensidade, não afetando os padrões de circulação atmosférica do Brasil. A
E aí, gostou da matéria? A Agroales News tem em sua missão trazer boas informações aos seus leitores. Sinta-se livre para curtir, comentar e compartilhar nas redes sociais! Contribua com PIX! Chave PIX AGROALES: 999e11f7-141b-460e-a5fe-27a2673c20b3