Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Agrosilvipastoril

Frutas, castanhas e verduras nativas do Brasil estão em nova lista de espécies da sociobiodiversidade com valor alimentício

Imagem
  Os Ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e do Meio Ambiente (MMA) publicaram, nesta quinta-feira (22), a Portaria Interministerial nº 10 , que institui uma nova lista com 94 espécies nativas da sociobiodiversidade de valor alimentício, para fins de comercialização in natura ou de seus derivados, no âmbito das políticas públicas de estímulo à agricultura familiar. A lista contém frutas, castanhas e verduras nativas do Brasil cuja comercialização é permitida no contexto das operações realizadas pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), pela Política de Garantia de Preços Mínimos para os Produtos da Sociobiodiversidade (PGPMBio), pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e outras políticas públicas que demandem informações semelhantes. “A publicação da portaria, com a inclusão de novos produtos da sociobiodiversidade para uso alimentício, possibilita a oferta diversificada de produtos sustentáveis que podem atender os mercados institucion

Rede iLPF projeta 35 milhões de hectares com sistemas de ILPF até 2030

Imagem
Painel do WCCLF 2021 teve moderação de Renato Roscoe (Arkun Consultoria) e palestras de Paulo Herrmann (John Deere), Renato Rodrigues (Embrapa Solos) e Renato Watanabe (Cocamar). - Foto: Reprodução   A Associação Rede ILPF lançou um desafio para o Brasil em um dos painéis on-line do II Congresso Mundial sobre Sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta ( WCCLF 2021 ), nesta terça-feira (4/5): chegar em 2030 com 35 milhões de hectares com sistemas de ILPF, o dobro da área atual, e com sistemas integrados 50% mais produtivos, com pelo menos 3 milhões de hectares com integração lavoura-pecuária-floresta certificados e monitorados. “Com isso, conseguiríamos duplicar a produção brasileira de grãos, carne e leite, e transformaríamos de fato o Brasil na primeira grande potência agroambiental do planeta”, afirmou Renato Rodrigues, pesquisador da Embrapa Solos (RJ) e presidente do Conselho Gestor da Associação Rede ILPF.          O pesquisador também apontou uma grande oport

Certificação de propriedades que utilizam ILPF será discutida em simpósio nesta semana

Imagem
Mais de 80 fazendas estão hoje em processo de certificação de propriedades sustentáveis segundo os protocolos da Rede ILPF (Integração Lavoura-Pecuária-Floresta) no Centro-Oeste, Matopiba e Paraná, principalmente. Para a certificação, são avaliados diversos indicadores relacionados a boas práticas de manejo e bem-estar animal, gestão, origem e qualidade de insumos, impacto social e econômico, saúde e segurança, entre outros. De acordo com o vice-presidente de Relações Institucionais da Rede ILPF e Sócio da CEPTIS Agro, José Pugas, o agronegócio brasileiro está acelerando sua entrada na economia verde. “Traders, financiadores, investidores e consumidores demandam transparência sobre o que acontece na propriedade. A certificação atende essa pressão, favorecendo o produtor que tenha competitividade socioambiental no ecossistema internacional de finanças sustentáveis”, destaca. Pugas vai tratar do tema no Painel Sustentabilidade dos sistemas ILPF, durante o  VI Simpósio de

Novo fundo internacional financiará fazendas de ILPF conforme índices certificados de sustentabilidade

Imagem
  Os agricultores brasileiros, que adotam estratégias de integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF), terão acesso a linhas de crédito facilitadas de acordo com o nível de sustentabilidade das propriedades rurais. O lançamento do SAFF -  Sustainable Agriculture Finance Facility (Financiamento Facilitado para Agricultura Sustentável) ocorreu nesta terça-feira, 29 de setembro. O SAFF é o primeiro mecanismo financeiro constituído pela Rede ILPF que visa promover a maior adoção de sistemas ILPF no Brasil. A iniciativa é uma parceria público-privada entre Embrapa, Bradesco, Ceptis, Cocamar, John Deere, Soesp e Syngenta,  que formam a Associação Rede ILPF, além do Instituto Brasileiro para o Desenvolvimento e Sustenabilidade (IABS) e JPG Asset Management. O primeiro critério para acessar o fundo será o monitoramento e a aprovação da propriedade pela sistemática TrustScore . Isto é, apenas as fazendas que alcançam uma pontuação mínima é que poderão obter o financiamento. Depois

Embrapa debate pecuária sustentável e de precisão nesta quarta

Imagem
  A Embrapa Pecuária Sudeste promove nesta quarta-feira (26) a Live Pecuária Sustentável e de Precisão para marcar seus 45 anos. Participam do debate, que tem início às 18 horas pelo Canal da Embrapa no Youtube, o ator e produtor de leite orgânico Marcos Palmeira, o presidente do Grupo de Trabalho de Pecuária Sustentável (GTPS) e do Instituto Mato-Grossense da Carne (IMAC), Caio Penido, e o pesquisador Artur Chinelato, idealizador do programa Balde Cheio. Para moderar as discussões, o chefe de Pesquisa e Desenvolvimento, Alexandre Berndt, da Embrapa Pecuária Sudeste. Marcos Palmeira vai falar sobre os desafios para produzir orgânicos, e da sua relação com a Embrapa, mais diretamente, com o Balde Cheio. Caio Penido vai explorar o tema pecuária sustentável e as possibilidades de produzir mais alimentos com sustentabilidade em harmonia com o meio ambiente. Artur Chinelato tem muitas histórias de produtores de leite que superaram a pobreza e transformaram fazendas leiteiras

Seminário internacional on-line aborda sistemas agrossilvipastoris na América Latina e no Caribe

Imagem
  Entre os dias 1 e 4 de setembro, palestrantes do  Brasil e mais sete países da América Latina e Caribe irão apresentar os sistemas agrossilvipastoris a produtores, técnicos, comunidade científica e interessados no tema, e ainda trocar experiências de instituições de pesquisa que estudam e realizam experimentos nesses sistemas no Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai, México, Colômbia, Chile e Cuba. O seminário, aberto gratuitamente a todos os públicos, será realizado entre 16h e 19h e será transmitido online por meio do canal YouTube da Embrapa:  https://www.youtube.com/Embrapa .   O evento foi uma articulação da Embrapa Cocais, Unidade da Embrapa no Maranhão, e tem coordenação das seguintes instituições, por país participante: Brasil - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária/Embrapa Cocais, Associação Rede ILPF e Gintegra; Argentina - Rede Argentina de Ciência e Tecnologia Florestal – Conicet; Chile - Instituto de Ciências Agroalimentares, Animais e Ambientais -

Pesquisa mapeia produção e consumo de alimentos orgânicos e agroecológicos em Mato Grosso

Imagem
Uma pesquisa conduzida pela Rede de Cooperação para a Sustentabilidade Gaia, um projeto iniciado na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT- campus Sinop), está mapeando a produção, aquisição e consumo de alimentos orgânicos e agroecológicos em Mato Grosso. Por meio de um formulário eletrônico, que pode ser preenchido por consumidores e produtores, busca-se obter informações sobre a oferta desses alimentos no estado, sobre a demanda e hábitos dos consumidores. O objetivo é ter embasamento para nortear o fortalecimento de uma rede envolvendo produtores, comércio e consumidores, aumentando a oferta e o consumo de alimentos saudáveis no estado. Para contribuir com a pesquisa, é preciso acessar o formulário no endereço: https://forms.gle/9G8hwWCF8dauoixL7 Projeto Gaia A Rede Gaia nasceu na UFMT e conta integrantes de diferentes instituições de ensino, pesquisa e com a iniciativa privada, além de profissionais autônomos. Atualmente, fazem parte do projeto a Unemat, Embrapa Agrossilvipa
E aí, gostou da matéria? A Agroales News tem em sua missão trazer boas informações aos seus leitores. Sinta-se livre para curtir, comentar e compartilhar nas redes sociais! Contribua com PIX! Chave PIX AGROALES: 999e11f7-141b-460e-a5fe-27a2673c20b3