Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Produção vegetal

Cultivo superprecoce de feijão melhora produtividade e resistência a pragas

Imagem
  O cultivo superprecoce de feijão é a mais importante inovação do melhoramento genético dessa cultura no Brasil. Pesquisadores e produtores comprovaram que a prática promove elevado potencial produtivo, baixo custo de cultivo, resistência a doenças, boa qualidade de grãos e bom desempenho nutricional. Dois anos depois do lançamento da primeira variedade superprecoce desenvolvida no País pela  Embrapa Arroz e Feijão  (GO), a  BRS FC104 , produtores começam a anunciar bons resultados de produtividade (média de 3.792 kg/ha) em um ciclo de 65 dias, bem menor do que o de 90 dias, necessário ao plantio do feijão convencional. “A Embrapa acertou com essa cultivar,” comemora o produtor Kenes Pereira, de Santa Helena de Goiás, que utilizou o feijão carioca BRS FC104 e conseguiu colher 50 sacos por hectare, a um custo estimado de R$ 3 mil reais. Levando em conta o bom momento do preço do feijão no mercado no primeiro semestre de 2020, o lucro foi compensador. Segundo o pesquisado

Nabo forrageiro é estratégia da Embrapa para disponibilizar alimento para abelhas

Imagem
Inflorescências da cultura são fonte equilibrada de alimento para esses insetos no inverno   Flores roxas e brancas da cultura do nabo forrageiro que enfeitam o campo experimental da Embrapa Meio Ambiente, em Jaguariúna -SP, anunciam que as culturas de inverno, usadas como cobertura do solo no período de seca, também podem carregar a nobre estratégia de disponibilizar alimentação equilibrada para as abelhas. Abelhas africanizadas (Apis mellifera) viajam de flor em flor em perfeita harmonia com as abelhas nativas (sem ferrão) Jataí, Iraí, Arapuá, Mandaçaia e Uruçu-Amarela na frenética tarefa de recolher o pólen. O nabo forrageiro, espécie da família das Crucíferas, é conhecido cientificamente por Raphanus sativus. Versátil e resistente, é uma cultura muito utilizada para Adubação Verde no período de outono-inverno, na rotação e ou sucessão de culturas como algodão, soja e milho, devido sua alta capacidade de reciclagem de nutrientes, principalmente nitrogênio e fósfor
E aí, gostou da matéria? A Agroales News tem em sua missão trazer boas informações aos seus leitores. Sinta-se livre para curtir, comentar e compartilhar nas redes sociais! Contribua com PIX! Chave PIX AGROALES: 999e11f7-141b-460e-a5fe-27a2673c20b3