Postagens

Mostrando postagens com o rótulo PANC

Aprenda a cultivar e preparar jurubeba, PANC com propriedades medicinais

Imagem
Jurubeba Solanum paniculatum. Foto: Acervo Sítio da Mata Você ja ouviu falar de jurubeba? Os frutos dessa planta de sabor amargo são utilizados na fabricação chás, bebidas alcóolicas e conservas. A jurubeba também possui inúmeros benefícios para a saúde, como ação anti-inflamatória, descongestionante, digestiva, diurética, além de agir contra a febre, proteger fígado e ser um ótimo tônico vascular. A boa notícia é que a jurubeba é encontrada em quase todo o Brasil. O alerta fica para os modos de consumo dessa planta alimentícia não convencional (PANC). Segundo o pesquisador da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG), Cássio Campideli, a jurubeba não deve ser utilizada por mais de uma semana sem interrupção, pois o acúmulo de alcaloides e esteroides no organismo humano pode causar intoxicação. Os sintomas geralmente são diarreia, duodenite erosiva, elevação das enzimas hepáticas, gastrite, náuseas, sintomas neurológicos e vômitos. Em bovinos, a inge

Estudo aborda uso e manejo de plantas alimentícias do povo Puyanawa

Imagem
  Foto: Luana Fowler Agricultura diversa e resiliente O conhecimento, o uso e o manejo de plantas alimentícias do povo Puyanawa evidenciam uma agricultura diversa e resiliente, com potencial para garantir a segurança nutricional das famílias indígenas. É o que revela a pesquisa de mestrado da bióloga Luana Fowler, desenvolvida no Programa de Pós-graduação em Agricultura no Trópico Úmido, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), com apoio da Embrapa Acre. O estudo correlacionou o conhecimento científico e tradicional para conhecer os sistemas de produção que constituem a agrobiodiversidade da Terra Indígena Puyanawa, localizada no município de Mâncio Lima, na região do Juruá, interior Acre. O objetivo foi descrever as formas de uso e manejo de plantas alimentícias e o quanto esses ecossistemas locais contribuem para a segurança nutricional dos moradores da Terra Indígena (TI). Foram identificadas 95 espécies alimentícias presentes na dieta do povo Puyana

EPAMIG avança em projeto com hortaliças PANC no Campo das Vertentes

Imagem
Horta em Santa Cruz de Minas recebeu visita de pesquisadora da empresa. Zona rural de Lavras também foi contemplada com kits  A Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG) avança no projeto de incentivo ao cultivo de hortaliças PANC em Santa Cruz de Minas, no Campo das Vertentes. O objetivo do projeto é gerar alimento e ocupação saudável para as pessoas, além de contribuir para o enfrentamento da pandemia de Covid-19.  A primeira ação foi realizada no mês de abril. Em junho, a pesquisadora da EPAMIG, Izabel Cristina dos Santos, realizou uma visita técnica a horta comunitária do município para dar continuidade ao projeto. Durante a visita, Izabel entregou dez mudas de tomate-de-árvove (Solanum betaceum) produzidas pela EPAMIG.  Também durante a visita, Izabel fez demonstrações de como tirar mudas de caixinhas de leite sem destorroá-las. Além disso, a pesquisadora explicou a maneira correta de plantar as mudas.  EAD Agroales “Para evitar aglo
E aí, gostou da matéria? A Agroales News tem em sua missão trazer boas informações aos seus leitores. Sinta-se livre para curtir, comentar e compartilhar nas redes sociais! Contribua com PIX! Chave PIX AGROALES: 999e11f7-141b-460e-a5fe-27a2673c20b3