Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Manejo

Consórcio Canamilho será tema de palestra do Congresso Nacional de Milho e Sorgo 2022

Imagem
  Foto: Fabiano Bastos Estão abertas as inscrições para o XXXIII Congresso Nacional de Milho e Sorgo que ocorrerá de 12 a 15 de setembro. Evento técnico-científico realizado a cada dois anos, nesta edição será em formato híbrido, sendo presencial em Sete Lagoas (MG) e online para os inscritos. As inscrições podem ser feitas no site do Congresso: http://www.abms.org.br/cnms/Home.html   Promovido pela Associação Brasileira de Milho e Sorgo, a organização da edição deste ano do evento ficou a cargo da Embrapa Milho e Sorgo. Um dos painéis do Congresso vai tratar no dia 15 de assuntos referentes à intensificação sustentável da agropecuária. “Sistemas alternativos de consórcio para melhoria da eficiência dos cultivos para usinas flex (consórcio Canamilho)” será o tema da palestra do pesquisador da Embrapa Cerrados, Kleberson de Souza. A tecnologia Canamilho é considerada inovadora e alia rentabilidade com preservação ambiental, já que protege o solo da erosão e intensifica

Equilíbrio no Cavalo Campolina

Imagem
Quando admiramos um cavalo em liberdade, correndo, saltando, esbanjando nobreza e elegância, nem sempre imaginamos a relação existente entre os movimentos por ele executados e o equilíbrio necessário para fazê-lo. Decerto cavalos são criados em função do trabalho que produzem, através do movimento. E não será possível realizar trabalho em movimento, se não houver equilíbrio. O mesmo cavalo que podemos imaginar agora, tão elegante em liberdade, poderá ser visto com a mesma desenvoltura montado por um cavaleiro, desde que lhe seja preservado o equilíbrio. E digo isso porque, no momento que montamos um cavalo sobre seu centro de gravidade, nosso peso nele aplicado promove uma sobrecarga naquele ponto, sem, contudo, ser alterado seu equilíbrio. O equilíbrio estático presente no cavalo em estação será rompido, quando solicitamos do cavalo o “romper” para a frente. Deve-se buscar daí o equilíbrio dinâmico, para um deslocamento seguro e pleno. Além do apoio sobre a embocadura, do que fa

Extensão do pescoço no Cavalo Campolina

Imagem
A espécie equina é fruto de adaptações naturais, conforme exigências do meio ambiente. Suas características lhe conduzem à fuga, antes mesmo da aproximação do predador. Nada existe nos equinos que seja próprio para ser montado. Sua estrutura e força físicas suportam o peso do cavaleiro, sob condições nada naturais. E para ter melhor condição de trabalho sob a sela, o cavalo precisa se adaptar à uma postura, à qual damos o nome de atitude. Para se conseguir a atitude, algumas etapas de trabalho precisam ser executadas sequencialmente, e uma delas, que vamos falar aqui, é a Extensão do Pescoço. Numa explanação bastante superficial, e com terminologia nem tanto técnica, mas de fácil compreensão, podemos dizer que o cavalo apresenta basicamente três grandes grupos musculares no pescoço, responsáveis pelos movimentos de abaixar e elevar o pescoço, e consequentemente a cabeça, sendo eles os elevadores da base do pescoço, os extensores e os inversores. Naturalmente, o cavalo eleva e mantém e

Conheça as regras de viagem internacional com seus pets

Imagem
  O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento é o órgão que esclarece as dúvidas. Confira Fim de ano pode significar férias com oportunidades de viagem internacionais, incluindo a companhia de seus animais de estimação. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) é o órgão responsável no País para informar quais as regras necessárias para esse tipo de viagem. As mudanças mais recentes para o ingresso de cães e gatos em viagens para os Estados Unidos e Coreia do Sul foram atualizadas. Saiba o que mudou e onde encontrar mais informações sobre viagens com seus pets. Estados Unidos Os cães que chegam de países classificados como de alto risco para raiva, que inclui o Brasil, só poderão ingressar no país por um dos 18 pontos de entrada aprovados. As entradas permitidas são: Anchorage (ANC), Atlanta (ATL), Boston (BOS), Chicago (ORD), Dallas (DFW), Detroit (DTW), Honolulu (HNL), Houston (IAH), Los Angeles (LAX), Miami (MIA), Minneapolis (MSP), New York (JF

Curiosidades sobre a criação de peru no Brasil

Imagem
Confira os detalhes da produção dessa ave natalina numa entrevista com o pesquisador da Embrapa Suínos e Aves, Élsio Antonio Pereira de Figueiredo Sabe como é feita a criação de peru? A ave é um dos alimentos que estará em evidência no Natal em parte dos lares brasileiros. Para tirar algumas dúvidas sobre a criação de perus o AgroSaber fez uma breve entrevista com um dos grandes especialistas no País em genética de aves, o pesquisador da Embrapa Suínos e Aves, em Concórdia (SC), Élsio Antonio Pereira de Figueiredo. Ele é zootecnista, com mestrado em Zootecnia pela Universidade Federal de Viçosa (1978) e doutorado em Animal Breeding – Texas A&M University System (1986). Atualmente é pesquisador nas áreas de melhoramento genético de suínos e aves e sistemas orgânicos de produção. Confira abaixo as oito curiosidades que o AgroSaber desvendou dessa ave. 1- Quanto tempo leva a criação de peru? Os perus criados na indústria avícola podem ser criados até 22 semanas para lotes de machos e

Escore de Condição Corporal dos Equinos

Imagem
Foto: Kate A avaliação da gordura corporal de cavalos é importante para controle de programas nutricionais, planejamento de programas reprodutivos, prevenção de doenças metabólicas relacionadas à falta ou excesso de gordura, monitoramento de carga de trabalho e outros aspectos de manejo. Para ser utilizada na rotina a campo, uma metodologia de avaliação de gordura corporal deve ser simples, prática, com alta confiabilidade e repetibilidade. Dessa forma, cientistas elaboraram escores de condição corporal de equinos que utilizam a avaliação visual e a palpação de áreas específicas do corpo do cavalo relacionadas à deposição de gordura. No sistema de avaliação proposto por Carrol & Huntington (1988), considera-se a avaliação visual e palpação do acúmulo de gordura no pescoço, tronco (dorso lombo e costelas) e garupa. Este sistema adota uma classificação de 0 (animal muito magro) a 5 (animal muito gordo), acrescentando-se 0,5 pontos quando a garupa apresentar características de pontua

História do Cavalo Campolina

Imagem
Foto: Fazenda do Tanque História da Raça Em 1870, Cassiano Campolina, nascido em 10 de julho de 1836, na cidade de São Brás do Suaçuí, do termo de Entre Rios de Minas/MG, ganhou do Imperador D. Pedro II a égua Medéia. Ela estava prenhe de um garanhão Andaluz e desse acasalamento nasceu Monarca, cavalo que na fazenda do Tanque (, contribuiu decisivamente na formação da raça Campolina. Cassiano (foto) começou seu trabalho, objetivando criar cavalos de grande porte, ágeis, resistentes e de beleza inigualável. Para isso, cruzou e selecionou raças de cavalo tais como, Puro Sangue Inglês, Anglo-Normando e animais de origem Ibérica. Em 1904, após anos trabalhando firme em seu propósito, faleceu Cassiano Campolina em Entre Rios de Minas. Coube a um de seus herdeiros, o Tenente Coronel Joaquim Pacheco de Resende e sua família, cumprir o seu legado, criando, selecionando e aperfeiçoando a raça Campolina. Na década de 30 foi criado o Consórcio Profissional Cooperativo dos Criadores da Raça Campo

Como prevenir e tratar a Gripe nos Marchadores

Imagem
Foto: Henrique Ribas Independente da estação do ano, a Gripe é uma doença que preocupa criadores. Assim como nos humanos ela também é comum nos equinos. E além de ser recorrente no inverno, a gripe também ocorre com frequência no outono. A Influenza Equina é popularmente conhecida como Gripe Equina. Animais jovens são mais suscetíveis a adoecer, principalmente, até os dois anos de idade, pela fraca imunidade. Segundo Renata Maranhão, professora da Escola de Medicina Veterinária da UFMG, o contágio pode ocorrer pelo ar, por meio de aerossóis, por contato direto ou por meio de secreções (nasais, saliva, etc) deixadas em comedouros, bebedouros e outros locais. “Por isso, o transporte por longas distâncias, ambientes pouco arejados, mudanças bruscas de temperatura e aglomerações de animais de origens diversas são importantes fatores predisponentes ao contágio e desenvolvimento da doença”, afirma a especialista. É bom ficar alerta aos sintomas apresentados pelos animais, como explica Re

Grão-de-bico utilizado na Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF)

Imagem
  Área demonstrativa de ILPF com grão-de-bico implantada na Embrapa Hortaliças Cultura ainda incipiente no Brasil, o grão-de-bico, leguminosa rica em proteína, pode ser uma alternativa de uso em sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), inclusive por agricultores familiares e médios produtores rurais. É o que mostrou o dia de campo realizado pela Embrapa e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) na Embrapa Hortaliças (DF) no dia 15 de julho, com participação de 180 pessoas, entre produtores rurais, técnicos, professores e estudantes. No local do evento, uma área de 13,5 ha que estava sem culturas, a Embrapa Cerrados (DF) e a Embrapa Hortaliças implantaram um sistema de ILPF com grão-de-bico. “Estamos apresentando uma alternativa de diversificação, principalmente para o período de safrinha”, explicou Warley Nascimento, chefe geral da Embrapa Hortaliças. Ele homenageou Osmar Artiaga, produtor em Cristalina (GO), pelo pioneirismo na cult

Biodiversidade é o tema do Congresso Brasileiro de Entomologia

Imagem
  A pesquisadora da Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna, SP) Simone Prado será a moderadora na mesa-redonda "Controle Biológico de Pragas Exóticas no País”, no XXVIII Congresso Brasileiro de Entomologia, a ser realizado de 30 de agosto a 2 de setembro em Fortaleza, CE. Ela falará sobre o histórico e papel do Laboratório de Quarentena "Costa Lima" na introdução de insetos e microrganismos exóticos. A mesa terá a participação do professor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Pedro Guilherme Lemes, que fará palestra sobre as principais rotas e prevenção da entrada de organismos exóticos;  da pesquisadora da Embrapa Semiárido Beatriz Jordão Paranhos, que abordará a joaninha australiana: fácil criação e alta eficiência e da pesquisadora da Embrapa Amapá Cristiane Ramos de Jesus, que tratará do tema sobre controle biológico da mosca-da-carambola: potencial de uso do parasitoide Fopius arisanus. Com o tema Biodiversidade: conhecer, conservar e utilizar,

Dia de campo apresenta estratégias de manejo em sistema agroflorestal agroecológico e biodiverso

Imagem
  Grupo de participantes no Sítio Agroecológico - Foto: M. Vicente A Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna, SP)  promoveu hoje,  22 de julho, Dia de Campo “Biomassa, irrigação e controle biológico em sistema agroflorestal agroecológico”. O objetivo do evento foi promover o compartilhamento de conhecimentos, dados de pesquisa e estudos relacionados aos Sistemas Agroflorestais (SAFs), com os produtores rurais familiares e de assentamentos de reforma agrária, estudantes, estagiários e extensionistas.  Os SAFs são sistemas agrícolas que misturam no mesmo espaço e tempo, os cultivos agrícolas com espécies arbóreas. É reconhecido como uma importante estratégia para se alcançar sistemas de produção sustentáveis e incorporar componentes florestais aos ativos agrícolas. Devido ao crescente interesse pelo tema é cada vez mais evidente a necessidade de formar agentes multiplicadores capazes de disseminar técnicas e métodos agroflorestais e agroecológicos para um maior número de agricu

Conheças os benefícios do tratamento de sementes

Imagem
  O tratamento de sementes é importante para conquistar bons níveis de produtividade e rentabilidade. Essa prática de manejo auxilia na prevenção de pragas e doenças, o que traz maior segurança para lavouras de soja e de milho . Além disso, se o agricultor investiu em sementes de maior qualidade, é muito importante cuidar delas de uma forma mais atenciosa, para que atinjam todo o potencial produtivo do investimento realizado. Nós acreditamos que devemos nos atentar a cada etapa do plantio, buscando realizar o manejo eficiente e atualizado, para que os empreendimentos agrícolas sejam cada vez mais rentáveis para o produtor rural. Benefícios do tratamento  de sementes Há inúmeros benefícios no tratamento de sementes, os quais poderiam ser resumidos em dois itens: segurança e produtividade . Porém, para detalhar o impacto dessa prática de manejo na cultura, listamos alguns dos benefícios mais palpáveis: - Prevenção de pragas e doenças - Melhor desenvolvimento inicial da pl

Fertilizantes: projeto da Embrapa estima economia de US$ 1 bilhão para os produtores

Imagem
  A aplicação mais eficiente de fertilizantes pode proporcionar uma economia de até US$ 1 bilhão nos custos diretos para o produtor rural na safra 2022/23, disse o presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Celso Moretti. “Vamos buscar aumento de até 10% na eficiência do uso de fertilizantes até o final do plantio desta safra”, afirmou o executivo durante a apresentação técnica e virtual do projeto Caravana Embrapa FertBrasil. Num horizonte maior, a economia pode ser de até US$ 2 bilhões por safra, segundo o pesquisador José Carlos Polidoro, da Embrapa Solos. A Caravana vai visitar cerca de 40 cidades em dez macrorregiões: Mato Grosso do Sul e São Paulo; Rio Grande do Sul e Santa Catarina; Paraná; Minas Gerais; Mato Grosso e Rondônia; Goiás e Distrito Federal; Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia); Amazônia; Sealba (Sergipe, Alagoas e Bahia) e Rio de Janeiro. Boas práticas Segundo Moretti, serão envolvidos no projeto perto de 20.000 pr

Método auxilia produtor a monitorar e aumentar a produtividade do rebanho leiteiro

Imagem
  Versátil, o iECC pode ser aplicado em qualquer rebanho leiteiro do Brasil. - Foto: Renata Silva Novo método desenvolvido pela Embrapa permite realizar rápido diagnóstico da propriedade e gera informações valiosas sobre o rebanho e auxilia os produtores de leite em tomadas de decisões na busca pelo máximo potencial produtivo. Trata-se do índice de escore de condição corporal (iECC) para vacas de leite, ferramenta inédita que pode ser aplicada em qualquer propriedade de leite, seja ela pequena, média ou grande. Esse índice pode ser obtido por técnicos e produtores rurais de maneira gratuita e prática. Está disponível no aplicativo +Leite , desenvolvido pela Embrapa Rondônia e o Instituto Federal de Rondônia ( Ifro ) e acessível para dispositivos com sistema Android . O iECC também pode ser obtido em uma planilha Excel automatizada , desenvolvida pela Embrapa e que pode ser baixada gratuitamente. Em ambos os meios, basta inserir os dados de escore de condição corporal (ECC) d

Melaço de Cana aplicado na fruticultura

Imagem
  Diminuir os custos da nutrição animal é um verdadeiro desafio para o produtor rural e também para médicos veterinários e zootecnistas que atuam com assistência técnica. O valor gasto é alto e, se os ajustes não forem feitos, o retorno financeiro de alguns sistemas de produção pode não cobrir os custos. Muitos produtores vêm buscando nos últimos anos por alternativas orgânicas aos insumos tradicionais. Esta é uma iniciativa que prioriza, além de tudo, aqueles produtos que conseguem oferecer benefícios a um baixo custo. Você sabia que o Melaço de Cana aplicado na fruticultura pode ser uma solução neste sentido? A sua aplicação tem aumentado a produtividade em diversas locais. Para se ter uma ideia: na região do Vale São Francisco, em Pernambuco, foi utilizado este produto no solo. Como resultado houve um crescimento de 12% a 15% na produção local. Este ganho já é um motivo para prestar atenção no melaço. Acontece que não é o único benefício que o insumo traz para o

Como Plantar TOMATE HÍBRIDO PEPITA F1

Imagem
  Como plantar: Revolva o solo no mínimo 20 cm de profundidade até que fique solto, sem a presença de torrões. Para melhorar o solo, adicione esterco e/ou húmus na proporção de 10%. Misture adubo balanceado NPK considerando 300g para cada 10m2 de canteiro. Para plantio em vasos, use substrato e adicione 5g de adubo por litro de vaso. Semeie conforme a tabela ao lado. Após o plantio, manter o solo e/ou substrato úmido, sem encharcar, para obter melhores resultados.. Descriçao: Variedade de estaca muito produtiva, com boa tolerância a doenças. Frutos saborosos com boa pós-colheita.. Dicas: Doce e refrescante, ideal para ser consumido ao natural.. Germinaçao: de 7 a 9 dias. Sementes por grama: 500 a 550. Amplie seu conhecimento: Encontre os melhores Livros, Audiolivros e Cursos na área de agronegócio, empreendedorismo, educação e muito mais com a EAD Agroales!    SAIBA MAIS  
E aí, gostou da matéria? A Agroales News tem em sua missão trazer boas informações aos seus leitores. Sinta-se livre para curtir, comentar e compartilhar nas redes sociais! Contribua com PIX! Chave PIX AGROALES: 999e11f7-141b-460e-a5fe-27a2673c20b3