Postagens

Mostrando postagens com o rótulo queijo

Artigo - Leite de qualidade e higiene: requisitos essenciais para produção de queijo coalho artesanal saudável e saboroso

Imagem
Karina Neoob* No Brasil, a agricultura familiar responde por, aproximadamente, 64% do leite de vacas produzido, segundo dados do Censo Agropecuário de 2017. As tendências do setor leiteiro vem mostrando um cenário diferenciado, onde o consumidor, hoje mais informado e exigente, preocupa-se com a saúde de sua família e busca produtos de melhor qualidade. Por sua vez, o produtor que pretende manter-se num mercado competitivo como o atual, precisa garantir a oferta de um produto, que além de saboroso e nutritivo, seja seguro para o consumidor. Portanto, o produtor de leite, de forma indireta, pode ser considerado como um “agente de saúde pública”, uma vez que o leite e seus derivados são consumidos por uma grande parte da população nacional, e, caso sejam produzidos com qualidade poderá levar saúde a seus consumidores, sendo o inverso também verdadeiro. Nos últimos anos, houve um aumento expressivo do volume total de venda de queijos no Brasil. Eles atraem o consumidor pelos sabores, pr

Embrapa contribui para regulamentação de laticínios artesanais em Alagoas

Imagem
Alagoas deve se tornar, nos próximos meses, mais um estado que regulamenta a produção de laticínios artesanais certificados, obtendo o Selo Arte. Esse é o tema do Projeto de Lei Ordinária (PLO) 646/2018, de autoria da deputada Jó Pereira (MDB), discutido na semana passada em sessão especial na Assembleia Legislativa. Governo lança “Selo Arte” para identificar alimentos artesanais A proposta deve beneficiar, inicialmente, as queijarias artesanais alagoanas, atingindo cerca de 25 mil produtores da bacia leiteira local, tirando da produção clandestina uma quantidade ainda inestimável de produtores de queijos, especialmente aqueles vinculados à agricultura familiar. “A ideia é que possamos garantir a segurança jurídica para os produtores, sem descuidar da segurança alimentar e dos cuidados com o ambiente, garantindo as possibilidades de um desenvolvimento sustentável para essa cadeia produtiva”, disse a deputada na apresentação da proposta. Convidados para a sessão especial, pesquisado

Concurso escolhe os melhores queijos tipo Minas Artesanal do estado de Minas Gerais

Imagem
O 12º Concurso Estadual de Queijo Minas Artesanal será um dos destaques do Festival Minas a Queijo e Viola, entre 4 e 6 de outubro, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. Para este ano, a organização optou por algumas mudanças. Serão premiados os cinco melhores queijos escolhidos pelos jurados e o melhor queijo selecionado por um júri popular. A disputa acontece no sábado (5/10), a partir das 13h, no Parque de Exposições Camaru. Quarenta queijos participarão do concurso. A avaliação das iguarias segue critérios como apresentação, cor, textura, consistência, paladar e olfato. A comissão julgadora é formada 11 profissionais ligados à área. Na primeira etapa, serão classificados os dez melhores. Na segunda fase, são escolhidos os vencedores. A seleção dos queijos que participam do concurso estadual aconteceu em disputas municipais e regionais. “Cada região caracterizada como produtora de Queijo Minas Artesanal classifica os cinco primeiros para o estadual. Além deles,

Instituto Cândido Tostes lança programação para cursos de formação profissional em leite e derivados

Imagem
Queijos elaborados com fungos e produção de leite e de soro em pó são novos temas  Os interessados em participar dos cursos de formação básica profissional oferecidos pelo Instituto de Laticínios Cândido Tostes (Epamig ILCT) já podem se preparar. A programação para 2018 já está disponível no site www.candidotostes.com.br , com inscrições abertas a partir de fevereiro. De março a novembro, serão realizados 19 cursos de pequena duração, sempre com foco nas demandas do mercado laticinista. Além dos temas já tradicionais como queijos, iogurte e sorvete, a novidade este ano são os que abordam queijos elaborados com fungos (gorgonzola, camembert) e produção de leite e de soro em pó. Os treinamentos são específicos na área de leite e derivados e destinados aos diversos setores da cadeia produtiva, como profissionais da indústria, técnicos, produtores de leite e estudantes. "Os cursos de formação básica profissional são muito aguardados pelo mercado por atenderem as demandas da indústria,
E aí, gostou da matéria? A Agroales News tem em sua missão trazer boas informações aos seus leitores. Sinta-se livre para curtir, comentar e compartilhar nas redes sociais! Contribua com PIX! Chave PIX AGROALES: 999e11f7-141b-460e-a5fe-27a2673c20b3