Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Minas Gerais

Inscrições para o Programa de Regularização Fundiária do Governo de Minas são prorrogadas até 29/11

Imagem
  As inscrições para o Programa Estadual de Regularização Fundiária de Posseiros de Terra Devoluta Rural foram prorrogadas até a última segunda-feira de novembro (29/11). O termo que estabelece o novo prazo para que gestores municipais participem do chamamento público está disponível no site da  Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) ,  neste link . Os municípios selecionados serão contemplados com a emissão dos títulos de propriedade rural a partir de 2022.  As inscrições devem ser feitas pelo Executivo municipal, pois o Acordo de Cooperação Técnica é firmado entre as prefeituras e o estado. Os critérios para a seleção, as regras e os documentos necessários no ato da inscrição estão  descritos no edital .  O superintendente de Regularização Fundiária da Seapa, Pedro José Campos Garcia, lembra que o lançamento de editais para a política pública é uma inovação da atual gestão do Estado. O objetivo é dar transparência, credibilidade e prestar

Minas segue como maior produtor de café no Brasil, responsável por 46% da safra 2021

Imagem
  O estado de Minas Gerais mantém o título de maior produtor nacional de café. De acordo com dados da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) , foram colhidas 21,45 milhões de sacas neste ano, o equivalente a 46% da safra em todo o país. Além dos números, este protagonismo ainda será representado como sede da Semana Internacional do Café, que volta ao Expominas, em Belo Horizonte, entre os dias 10 e 12/11, além de oferecer uma intensa programação on-line simultaneamente. O café é cultivado em 451 municípios de Minas em uma área de 1,3 milhão de hectares. De todo o montante produzido no estado, o do tipo arábica responde por aproximadamente 99%. Outro dado que impressiona é a quantidade de países na lista de exportação. São mais de 80, incluindo China, Estados Unidos, Alemanha, Itália e Japão entre os maiores compradores. Tamanho interesse pode ser justificado pela qualidade e diversidade do produto na região. “Os cafés de Minas Gerais se distinguem po

Programa de recuperação de pastagem em Minas Gerais será apresentado na COP26

Imagem
A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) é parceira institucional do programa Integra Zebu, da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), que será apresentado na próxima segunda-feira (8/11) às 15h, para os participantes da 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26). A apresentação vai mostrar uma experiência exitosa do programa na recuperação de pastagens, no Triângulo Mineiro, e falar dos próximos passos de expansão dos trabalhos. Até o momento, foram implantadas e acompanhadas 14 unidades demonstrativas, sendo quatro delas unidades de referência tecnológica, por serem mais voltadas para estudos e levantamentos científicos. Todas as unidades estão em propriedade rurais de 12 municípios da região. As informações do Censo Agropecuário do IBGE/2017 e dados publicados pelo Laboratório de Processamento de Imagens e Geoprocessamento (LAPIG) demonstraram que a área de pastagens do Brasil é de 1

Agronegócio mineiro fecha 2020 com o maior volume exportado e a segunda maior receita da história

Imagem
  Foto: Fazenda Samambaia Em um ano marcado pela pandemia de Covid-19 e sua decorrente crise econômica, que afetou diversos setores, o agronegócio mostrou sua força e importância para Minas Gerais, registrando o maior volume exportado da história do estado e a segunda maior receita, com 12,7 milhões de toneladas e US$ 8,7 bilhões. A receita, que representou 33,2% de todas as vendas externas de Minas em 2020, só ficou atrás do resultado de 2011, quando o valor foi de US$ 9,71 bilhões.   Em comparação com o ano de 2019, quando o volume foi de 10,3 milhões de toneladas e a receita de US$ 7,84 bilhões, houve aumento de 23,2% e 10,4%, respectivamente. O estado exportou seus produtos para 172 países, sendo os principais compradores a China (US$ 2,27 bilhões); Estados Unidos (US$ 896 milhões); Alemanha (US$ 881 milhões); Itália (US$ 403 milhões); e Japão (US$ 3,8 milhões).   “A alta do dólar e a grande oferta em volume das commodities pelo estado influenciaram nessa boa performa

Programa Água Doce entrega primeiros diagnósticos

Imagem
O Programa Água Doce (PAD), iniciativa que prevê a instalação de dessalinizadores de água em 69 localidades rurais do semiárido mineiro, realizou na última semana a entrega dos primeiros diagnósticos socioambientais no estado. Os relatórios atendem 22 comunidades nos municípios de Espinosa e Monte Azul, na região Norte do estado. No total, serão entregues 279 diagnósticos até o final do ano. Utilizada em regiões onde a água doce é escassa ou de difícil acesso, a tecnologia deverá beneficiar cerca de 28 mil pessoas em Minas Gerais. Desenvolvido pelo governo federal, o PAD conta com coordenação estadual da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) , Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam) , Gabinete Militar do Governador por meio da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (GMG/Cedec) , Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) e Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais

Exportações do agro mineiro crescem 9%

Imagem
Agronegócio representou 34% de todo o faturamento das vendas externas do estado Com crescimento de 9,2% na receita e 28,4% no volume, as exportações do agronegócio de Minas Gerais já atingem US$ 6,42 bilhões no acumulado entre janeiro e setembro deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado. Ao todo, foram embarcadas mais de 10 milhões de toneladas em produtos. O subsecretário de Política e Economia Agropecuária da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) , João Ricardo Albanez, destaca a importância do agro para a economia de Minas Gerais, uma vez que o setor representou 34,4% das exportações de todo o estado. “Isso é um resultado muito positivo para a economia de Minas. O estado teve um pequeno declínio no valor geral das exportações, mas, se não tivéssemos o agronegócio, teríamos uma queda ainda maior. No saldo da balança comercial o agro contribuiu com US$ 5,9 bilhões, valor que representa 46% do saldo comercial mineiro”, afirma A

Cafés do Brasil obtêm Denominação de Origem para a Mantiqueira de Minas

Imagem
  Indicação Geográfica contribui para a sustentabilidade da cafeicultura brasileira A Denominação de Origem Mantiqueira de Minas teve seu registro reconhecido pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial – INPI para o café verde em grão e café industrializado torrado em grão ou moído, por meio de Certificado de Registro de Indicação Geográfica emitido em junho deste ano. O regulamento de uso dessa Denominação de Origem – DO estabelece normas e condições para a produção, processamento de pós-colheita, classificação, industrialização, embalagem e rastreabilidade desses cafés diferenciados, cujo valor agregado pode ser explorado comercialmente para atender consumidores que buscam seus atributos no Brasil e no exterior. Nesse sentido, a DO Mantiqueira de Minas identifica cafés da espécie Coffea arabica L. que, entre outros requisitos, foram produzidos em fazendas localizadas nos 25 municípios que compõem a área de abrangência da Mantiqueira – Face Minas Gerais. Essa á

Safra recorde de cana-de-açúcar vai ultrapassar 72 milhões de toneladas em Minas

Imagem
  Com uma área colhida superior a 862 mil hectares, o montante esperado será recorde dentro da série histórica iniciada em 2005/2006 A estimativa para a safra 2020/2021 de cana-de-açúcar é de 72,1 milhões de toneladas em Minas Gerais, segundo projeções da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O volume é 5% maior em comparação com a safra 2019/2020, quando foram produzidas 68,7 milhões de toneladas. Com uma área colhida superior a 862 mil hectares, o montante esperado será recorde dentro da série histórica iniciada em 2005/2006. Com a diminuição de veículos em circulação e a queda na demanda pelo etanol combustível provocadas pela pandemia do coronavírus, grande parte da produção sucroalcooleira deve ser destinada ao açúcar. Em Minas, a expectativa da Conab é que 4,7 milhões de toneladas do produto sejam geradas, o que representa um aumento expressivo de 47,8% em comparação com a safra anterior. Espera-se que esse movimento minimize as perdas do m

Receita Bruta da lavoura cafeeira de Minas Gerais deve atingir R$ 17,75 bi que equivalem a 60% das lavouras dos Cafés do Brasil

Imagem
  Percentual do faturamento da cafeicultura em relação ao total das lavouras é de 79,2% no Espírito Santo, 35,2% em Minas Gerais, 21% em Rondônia, 5% na Bahia, 5% em São Paulo e 0,87% no Paraná O valor bruto da produção das lavouras brasileiras foi estimado para 2020 em R$ 493,9 bilhões, tendo como base principal o volume da safra anual e os preços médios recebidos pelos produtores agrícolas de vinte e uma culturas que foram objeto desta pesquisa, no período de janeiro a julho deste ano.  Um ranking das seis principais culturas em termos de arrecadação indica que a soja se mantém em primeiro lugar e deverá faturar R$ 181,45 bilhões, o que representa um aumento de 22,4% se comparado com 2019, depois vem o milho, com R$ 78,77 bilhões – aumento de 15%, seguido da cana-de-açúcar, em terceiro, com R$ 63,74 bilhões, sem nenhuma variação expressiva em relação ao ano passado. Na sequência, em quarto lugar, destaca-se o algodão herbáceo com o faturamento estimado em R$ 44,07 b

Estado divulga municípios classificados para perfuração de poços tubulares

Imagem
Obras de melhoria da captação de água serão executadas em até dois anos O Governo de Minas, por meio da  Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) , disponibilizou, nesta semana, uma lista com cem municípios classificados para perfuração de poços tubulares profundos, em comunidades carentes de água potável. A maior parte das cidades está localizada no Norte de Minas, em região do semiárido mineiro. A medida busca melhorar a qualidade de vida dos habitantes e prevê que as obras sejam executadas em até dois anos.  Entre os municípios selecionados estão São João das Missões (comunidade Terra Indígena Xakriabá e comunidade Aldeia Custódio) e Ouro Branco (comunidade de Água Limpa).  Clique aqui  para ver a lista completa.  “Foram utilizados critérios técnicos, como porcentagem da população atualmente atendida por rede de coleta e tratamento de água, priorizando as comunidades mais carentes do recurso”, frisa o subsecretário de Gestão Ambienta

Minas avalia novas cultivares de trigo

Imagem
Estudo tem como meta ampliar a produção do grão e dar mais qualidade à farinha Minas Gerais ocupa o terceiro lugar na produção de trigo no país, atrás do Paraná e do Rio Grande do Sul, mas o volume ainda é insuficiente para suprir a demanda do estado pelo produto, calculada em quase um milhão de toneladas por ano. Para ampliar a produção e a qualidade dos grãos, a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) , em parceria com a Embrapa, vem realizando pesquisas de manejo e melhoramento genético. Um dos focos é o município de Patos de Minas, na região do Alto Paranaíba. As ações envolvem ainda o incentivo ao plantio de trigo na entressafra e na rotação de culturas em todo o estado, além de projeto da Epamig para diversificar as cultivares de trigos plantadas nas regiões Sul e Campo das Vertentes. O objetivo das pesquisas é apresentar aos agricultores opções de trigo mais produtivos, com mais sanidade e com qualidade de farinha igual ou superior as já plantadas

Pesquisa avalia o potencial de municípios mineiros para produção de silagem de milho

Imagem
Minas Gerais se destaca nacionalmente como o maior produtor de leite bovino. Entretanto, ocorre grande oscilação no fornecimento deste alimento por causa da redução na oferta de forragem para o gado no período de estiagem. Segundo o pesquisador da Embrapa Milho e Sorgo, Camilo de Lelis Teixeira de Andrade, o uso de silagem é uma alternativa importante, mas requer planejamento, ou seja, o produtor precisa preparar a quantidade de silagem de que necessita com antecedência. Ele ressalta que a cultura do milho, em regime de sequeiro, também sofre com as irregularidades no regime de chuvas, e isto dificulta o planejamento da área de lavoura necessária para a produção de silagem. "Com base nesse raciocínio, utilizamos ferramentas computacionais para, junto com informações de clima e de solo de diferentes regiões de Minas, estimar a produtividade esperada de silagem de lavouras semeadas em diferentes épocas, com ou sem o uso de irrigação e considerando ainda o risco de ocorrência
E aí, gostou da matéria? A Agroales News tem em sua missão trazer boas informações aos seus leitores. Sinta-se livre para curtir, comentar e compartilhar nas redes sociais! Contribua com PIX! Chave PIX AGROALES: 999e11f7-141b-460e-a5fe-27a2673c20b3