Postagens

Mostrando postagens com o rótulo RenovaBio

BIODIESEL WEEK: Embrapa Agroenergia poderá desenvolver tecnologias para aumentar a elegibilidade de soja e milho no RenovaBio

Imagem
  Segundo dados da ANP, as usinas brasileiras conseguiram certificar apenas 45% de sua produção Aumentar a elegibilidade de soja e milho no RenovaBio, ou seja, a possibilidade de a cadeia desses grãos melhorar a nota de eficiência energética ambiental (NEEA) dentro do programa, é um dos principais desafios do setor de biocombustíveis no Brasil. Isso porque, ao aumentar a fração elegível dos biocombustíveis, os distribuidores podem melhorar a sua NEEA e emitir mais créditos de descarbonizção (CBios). Este foi um dos assuntos debatidos no webinar “RenovaBio: elegibilidade e rastreabilidade da soja e do milho", realizado no dia 12 de agosto. Ao abrir o debate, Hilda Pereira, coordenadora do Sistema de Gestão Integrada da Potencial Biodiesel e moderadora do encontro, apresentou números da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) relacionados às certificações realizadas no setor de biodiesel até julho de 2020. "As usinas brasileiras que obtiveram certifica

Conheça o RenovaDrops: série de vídeos que vai explicar de forma simples o RenovaBio

Imagem
A Embrapa, Agroicone e Fundação Espaço ECO, em parceria, criaram a websérie RenovaDrops visando compartilhar conhecimento sobre o RenovaBio, o programa brasileiro de biocombustíveis, e também esclarecer dúvidas sobre a RenovaCalc, a ferramenta oficial do Programa para a comprovação do desempenho ambiental da produção de biocombustíveis pelas usinas. Serão 4 vídeos com a participação dos especialistas responsáveis pela elaboração da RenovaCalc, com o objetivo de promover o diálogo qualificado com os atores da cadeia e esclarecer a sociedade em geral acerca do programa brasileiro de biocombustíveis e sobre como o RenovaBio pode ajudar o Brasil na redução de emissões de gases de efeito estufa (GEE) que causam aquecimento global. Assista o teaser, clicando aqui . No Acordo de Paris, em 2015, momento em que 195 países pactuaram a responsabilidade de reduzir as emissões de gases de efeito estufa (GEE), visando estabelecer o índice abaixo de 2ºC em relação aos níveis pré-industriais, o Br

ANP disponibiliza Proposta de Resolução em Consulta Pública do sistema de certificação do RenovaBio

Imagem
A partir de amanhã, 11 de maio, a Agência Nacional do Petróleo (ANP), dará início à Consulta Pública nº 10/2018 , sobre a proposta de resolução para regulamentar o sistema de emissão do certificado da produção eficiente de biocombustíveis, bem como os critérios para habilitar firmas inspetoras, no contexto do programa RenovaBio . A minuta de resolução ficará em consulta pública por 15 dias, até 25 de maio, prazo no qual é possível sugerir contribuições, apontar possíveis equívocos ou mesmo enviar proposta de melhorias. No dia 5 de junho de 2018, às 9h30, no Rio de Janeiro, ocorrerá a Audiência Pública relativa ao processo. Os documentos relacionados à consulta e audiência públicas, assim como os procedimentos para envio de comentários e sugestões no período de consulta e participação na audiência estão disponíveis no site da ANP . O RenovaBio objetiva contribuir para o atendimento dos compromissos do País no âmbito do Acordo de Paris. Busca também promover a redução de emissões de

RenovaBio é sancionado e poderá impulsionar o setor de biocombustíveis no país

Imagem
Por Paulo Prendes Com o objetivo de ampliar a utilização de biocombustíveis na matriz energética brasileira, a Política Nacional de Biocombustíveis (RenovaBio) foi sancionada pela Presidência da República na última terça-feira (27). A lei prevê a criação de metas compulsórias para redução das emissões de gases de efeito estufa para distribuidoras de combustíveis e a adição obrigatória de biocombustíveis a combustíveis fósseis. O RenovaBio era uma expectativa do setor Sucroenergético, que contou com o apoio do Governo do Estado de São Paulo e agora se tornou realidade. A maior participação dos combustíveis limpos na matriz energética nacional está de acordo com o compromisso de redução de emissões de carbono assumido pelo Brasil no Acordo do Clima. Entre as diretrizes, programa prevê melhores regras de precificação dos biocombustíveis. O secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, comemorou a decisão destacando os ganhos trazidos pelo programa de e
E aí, gostou da matéria? A Agroales News tem em sua missão trazer boas informações aos seus leitores. Sinta-se livre para curtir, comentar e compartilhar nas redes sociais! Contribua com PIX! Chave PIX AGROALES: 999e11f7-141b-460e-a5fe-27a2673c20b3