Postagens

Mostrando postagens com o rótulo ferrugem asiática

Ferrugem Asiática preocupa produtores de soja

Imagem
As chuvas de 2018 chegaram trazendo uma grande preocupação aos produtores de soja: a ferrugem asiática. A praga vinda do Paraguai, considerada a doença mais severa para o grão, causou perdas de 8,5 milhões de toneladas na lavoura nacional e prejuízo de 3,7 bilhões de dólares em sua chegada ao Brasil. Identificada no país em maio de 2001, a ferrugem-asiática da soja é causada pelo fungo Phakopsora pachyrhizi, a infecção provoca desfolha precoce, compromete a formação, o desenvolvimento de vagens e o peso final do grão, podendo causar danos de até 100% na produtividade. No portal do Consorcio Antiferrugem é possível encontrar informações sobre a doença, desde fungicidas para controle, laboratórios credenciados até a legislação que normatiza os períodos de vazio sanitário e janela de semeadura. O Consórcio Antiferrugem (CAF) é resultado da parceria de instituições públicas e privadas, que foi criado em 2004 para padronizar e disponibilizar informações sobre a ferrugem-asiática. Na página

Carboxamidas ainda são as mais eficientes contra ferrugem, diz pesquisador

Imagem
O pesquisador da Embrapa Soja, Rafael Moreira Soares afirmou que o manejo de resistência é um ‘aliado’ fundamental do produtor no combate à ferrugem asiática. O doutor em Proteção de Plantas pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) ressalta que as carboxamidas ainda se mostram o produto mais eficiente no controle da principal doença da soja. “As carboxamidas vieram a acrescentar no controle da ferrugem da soja, principalmente. Elas são, sem dúvida, a melhor ferramenta no momento para controle químico, pois são o produto que tem funcionado melhor no controle da doença. Tem havido problema de resistência, de perda de sensibilidade a alguns fungicidas em relação à doença, porque o fungo se adapta, tem mutações. Com isso, as carboxamidas nesta última safra também vieram a sofrer este problema”, reconheceu ele durante encontro em Jealott’s Hill, na Inglaterra. Ele ressalta, porém, que os outros grupos químicos, como as estrobilurinas e os triazóis já possuiam relatos de resis
E aí, gostou da matéria? A Agroales News tem em sua missão trazer boas informações aos seus leitores. Sinta-se livre para curtir, comentar e compartilhar nas redes sociais! Contribua com PIX! Chave PIX AGROALES: 999e11f7-141b-460e-a5fe-27a2673c20b3